Palmeiras do Itaú

Por: Sônia Machiavelli

297619
Na filosofia zen, que inspira o poeta no haikai, são necessárias introspeção e análise  profundas para se descobrirem fatos naturais que de outra forma passariam despercebidos. O objetivo do haicai é capturar a essência da natureza numa poesia contemplativa e descritiva com grande valorização de contrastes, transformação, dinâmica e cor.  O efêmero em oposição ao  eterno, a  ruptura do contínuo e o elemento surpresa são pontos centrais.  As estações do ano são temas inspiradores. Como estamos às vésperas da primavera, ilustramos a foto de DIvaldo Moreira com um haicai de Millor Fernandes:
 
“A palmeira e sua palma
Ondulam o ideal
Da calma”
 
(SM)

Envie seu texto
e faça parte do Nossas Letras