A Simplicidade em Cores

Por: Camila Faria Rezende

Preste atenção ao seu redor, você pode encontrar pessoas maravilhosas, gentis, atenciosas e acima de tudo generosas.

Em um destes dias corridos, rumo ao fim de mais uma semana, decidi dar aquela parada para um lanche. Fui ao encontro daquelas pessoas maravilhosas, que podemos encontrar ao nosso redor desde que haja muita atenção.

E então, uma pequena prosa se fez presente, sem que ao menos nos conhecêssemos. Enquanto me deliciava com um pão de queijo recheado, tive a felicidade de ouvir, enquanto comia, sobre a simplicidade do “ser” em seus sonhos mais profundos.

Olhando-me, dizia sobre seus sonhos; dos fracassos, pela não realização;  de alegria em poder proporcionar para sua filha tudo o que não fizera para si, para que junto dela pudesse usufruir.

Dizia sobre seus gostos pela natureza e pelos animais e sobre seu grande sonho, tornar-se uma bióloga de renome; dizia também sobre o pousar de uma linda e bela borboleta em suas mãos, por tempo indeterminado e sobre seu dom. Seus olhos irradiavam brilho ao contar.

Então eu lhe disse: - Garota, nunca desista de seus sonhos!  São os sonhos que nos permitem viver com disposição e afinco. Acredite em você e em seu poder de transformação, assim como essa bela borboleta, que vem para mostrar-lhe uma simples, mas generosa lição: “cada um tem o tempo  necessário para a sua transformação”.

Envie seu texto
e faça parte do Nossas Letras