Três mulheres

Por: Lúcia Helena Maniglia Brigagão

303231

As Moiras com o Fio da Vida, neste quadro retratadas pelo inglês John Melhuish Strudwich (1849 – 1937) eram as três irmãs que, segundo a mitologia grega, determinariam o destino tanto dos deuses quanto dos seres humanos.

Três mulheres lúgubres responsáveis por fabricar, tecer e cortar o fio da vida de todos os indivíduos. Enquanto executavam tais tarefas, usavam a Roda da Fortuna, espécie de tear, que colocava tal fio ora no topo, ora na parte inferior, o que explicaria os altos e baixos, a boa ou má sorte de cada um.

Eram chamadas de Cloto, que fiava o fio da vida; Láquesis, que media o fio da vida de cada pessoa; Átropos, que era quem cortava o fio da vida – um cordão prateado. Átropos decidia arbitrariamente o momento e a maneira pela qual cada ser morreria e, com sua tesoura, cortava-lhe o fio da vida correspondente. A expressão ter a vida por um fio, provavelmente terá sua origem neste mito.

Láquesis é a denominação científica das serpentes do gênero Lachesis, extremamente agressivas como a Moira de quem herdou o nome. Entre essas serpentes está a Surucucu, a maior víbora peçonhenta das Américas. 

Envie seu texto
e faça parte do Nossas Letras