Papai Noel dos Trópicos

Por: Lúcia Helena Maniglia Brigagão

304327

Pensássemos na temperatura exterior, no conforto dele, na propriedade e adequação de suas roupas é assim que seria o nosso Papai Noel Tropical.

Bermudas, sandálias, óculos escuros, mochila e, moderno! celular na mão. Implicaria com a barba e bigode também, mas ele perderia parte de sua identidade, nenhuma criança o reconheceria. Todavia, convenhamos, as transformações evitariam que ele se sentisse desconfortável ao enfrentar o calor que faz do lado de baixo do Equador quando nos visitasse. Ele também não traria as renas, para respeitá-las: elas não estão familizarizadas com calor. E não viria com os anões, para não ser acusado de bullying e trabalho escravo das minorias sociais. Viria de jegue.

Sugestões de presentes para nossas crianças? Livro de boas maneiras para os pais, com dicas de como ensiná-las a cumprimentar as pessoas ao chegar ou sair; pedir licença; agradecer; não usar celular na sala de aula; respeitar professores; falar baixo e não correr entre as mesas dos restaurantes. Para os pais? Dicas de como arranjar tempo para acompanhar evolução e crescimento dos filhos. Para adultos? Tolerância, Coragem, Paciência, Discernimento, e guia para escolha de candidatos políticos para a próxima eleição. 

Envie seu texto
e faça parte do Nossas Letras