Pausa

Por: Zelita Verzola

311304

Sálvia é uma trabalhadora autônoma que, excepcionalmente, por dois dias seguidos não abriu seu estabelecimento. Ficou cansadíssima: não sabe "estar parada". Interessante notar que para muitos, como para nossa personagem, a dimensão do fazer parece ser a única a conferir a sensação de empoderamento. Entretanto, outras dimensões, como a do conhecimento por exemplo, podem proporcionar a mesma sensação e ainda descortinar possibilidades. Como a de perceber a pausa como bem essencial.

Envie seu texto
e faça parte do Nossas Letras