Livraria Lello

Por: Lúcia Helena Maniglia Brigagão

322761

Na cidade do Porto, em Portugal, entre tantas outras atrações, há duas obrigatórias para amantes da literatura. A primeira, visitar a Livraria Lello, que fica na Rua das Carmelitas, 144, Freguesia da Vitória. Arte da construção e histórias que ali se desenrolaram, somadas, fazem dela uma das mais belas livrarias do mundo, no parecer de grandes personalidades, entidades, escritores e turistas ligados à literatura. Em 13 de janeiro de 1906, quando da inauguração do belo edifício, fizeram-se presentes, entre outras personalidades da época,  Guerra Junqueiro (A velhice do padre eterno), Aurélio da Paz dos Reis (Produtor do primeiro filme português - A Saída do Pessoal Operário da Fábrica Confiança), José Leite de Vasconcelos (A barba em Portugal) e Afonso Costa (A Igreja e a questão social). Andar pelos corredores da livraria, subir as escadas, debruçar na sacada de madeira ou passar sob seus arcos quebrados que se apóiam nos pilares com bustos esculpidos na madeira de Antero de Quental, Eça de Queirós, Camilo Castelo Branco e tantos outros escritores, é passear por outras eras. Há, ainda,  o grande vitral do teto com o monograma e a divisa em latim da livraria, sem falar da esplêndida escadaria que leva do térreo ao primeiro andar. Dizem, essas escadarias e balcão foram inspirações para as escadas de Hogwarts, nos livros de Harry Poter, pois que J.K. Rowling morou na cidade do Porto. Há cerca de um ano, para entrar na Lello,  paga-se ingresso de 3 euros, que poderão ser descontados na compra de livros e objetos de escritório com a marca Lello, portanto dentro da livraria. A taxa foi a solução para a enorme visitação que o histórico local recebia. Não esperavam, mas a estratégia fez as vendas triplicarem. O total arrecadado é usado para custear obras de restauro do precioso espaço. Dizem dela: “é a mais bela livraria do mundo”;  “é a terceira melhor livraria do mundo, uma pérola da art nouveaux”; “sua escadaria vermelha em espiral é semelhante a uma flor exótica”; “é uma das quinze livrarias mais interessantes do mundo”; “a escadaria encarnada é espetacular o suficiente para te fazer parar”. A segunda razão é  Café que fica ao lado da Lello, onde certa manifestação inesperada sugere que as musas gregas fazem ponto naquele local.  

Envie seu texto
e faça parte do Nossas Letras