A Livraria

Por: Lúcia Helena Maniglia Brigagão

323372

 A primeira razão para visitar a Livraria Lello na cidade do Porto, em Portugal, é sua esplêndida construção, sua escadaria, o vitral do teto, a incrível sensação de pisar em lugar sagrado para a literatura portuguesa. A segunda razão é o pequeno Café que fica ao lado da livraria. A compra dos ingressos para entrar na Lello, desde 2015, é feita no quiosque colocado na calçada oposta à da livraria. Depois de atravessar a rua,  antes de entrar no prédio, é praxe tomar café e comer pastel de nata, iguaria portuguesa, no pequeno Café o que, sem ter sido instituído, faz parte do ritual da visita. Para temperar o café os funcionários oferecem adoçante ou  açúcar cristal que vem dentro de saquinhos que trazem impressa frase,  pensamento ou quadrinha de amor.  Pode apostar: o café tem muito mais sabor. E a visita à livraria fica completa. É indescritível a sensação de que Erato, Melpômene e Tália - deusas gregas da Poesia Lírica, da Tragédia e da Comédia  respectivamente, estão por ali, no café, observando quem chega e quem sai da Lello. 

Envie seu texto
e faça parte do Nossas Letras