Agonia de Ti

Por: Mirto Felipim

330455

 (para Ti, com carinho, por tudo que fomos)

 
 
nesta noite amarei calado,
procurarei teu olhar,
e, ao encontrá-lo,
dissimularei.
 
ouvirei tua voz,
responderei,
perguntarei,
e nas respostas viajarei.
 
Nesta noite,
serei  mais que nunca,
porque és próximo.
serei nada, como nunca,
porque sou presa.
 
adivinharei tuas pernas,
e não as tocarei,
imaginarei teus desejos,
mas irei não aguçá-los,
porque estarei inteiro à tua espera,
ciente de que não há encontro marcado.
 
saberei onde encontrá-lo,
e fingirei acaso.
passarei sem te olhar,
e mostrar-me-ei surpreso.
 
serei tua sombra sem contornos,
a sorver teus raios.
e tua luz, que não me escolhe,
invadirá minha trincheira.
 
e assim serei, entre teus dentes,
as alvas mentiras sensatas,
que alimentarão meus agônicos dias,
ressuscitando o ocaso de cada encontro.
 
            ...chega...
              

Envie seu texto
e faça parte do Nossas Letras