Oração

Por: Luiz Cruz de Oliveira

354202
Senhor,
 
Socorra-me novamente.
 
Ensina-me novamente o caminho.
 
Novamente eu me afastei de mim e de ti. Estou desnorteado, Senhor.
 
Devolva-me, Senhor, ao menos um pouquinho da serenidade perdida.
 
Não consigo dormir, Senhor. Os estrondos, as bombas explodem insônia no quarto, nos cômodos todos.
 
Se busco o alívio da madorna, só alcanço pesadelos povoados de baterias anti-aéreas e de tanques e de cadáveres e de prisioneiros de guerra.
 
Se os olhos estão despertos, machuca-me o ardume provocado pelas tempestades de areia, provocado pela visão de crianças sedentas, famintas e armadas.
 
Atenta, Senhor, para minha fragilidade, perdoa outra vez e me ensina novamente o caminho. Perdoa, Senhor.
 
Perdoa sobretudo minha omissão, Senhor.

Envie seu texto
e faça parte do Nossas Letras