Literatura infantil

Por: Mariana Shinkawa

355102
Durante o processo de formação das crianças é indispensável o ensinamento de valores e condutas que serão levados para vida toda. Neste momento, fábulas infantis podem ser valiosas aliadas, uma vez que trazem mensagens entremeadas em personagens e ações de fácil compreensão para os pequenos. Para aqueles que buscam enredos reflexivos para leitores a partir dos 06 anos, a dica fica por conta da nova edição do livro A Casinha do Tatu, de Elza Sallut. Lançado há mais de 25 anos pela Editora Moderna, o enredo ganha ares atualizados com as inventivas colagens e traços da artista plástica Suppa, além de novo projeto editorial com formato maior especialmente pensado para quem está se acostumando a manusear livros.
 
Um humilde Tatu, uma arrogante Raposa e um pomposo Leão são os protagonistas dessa divertida história. Todos poderiam simplesmente conviver em harmonia na floresta, mas o Tatu, que a duras penas vem construindo sua casinha, está sob  ameaça da Raposa, que não pretende tolerar um vizinho de poucas posses e uma morada humilde ao lado de seu vistoso palacete. Ela haveria de conseguir despejar o pobre Tatu com a ajuda do Leão, mas este, por sua vez, ao ter interesse em ajudar a Raposa acaba se apropriando daquilo que lhe era mais importante. Diante da oportunidade de vingar-se da nefasta atitude de sua futura vizinha, o Tatu surpreende e é quem estende a mão quando ela mais precisa. Será que a capciosa Raposa terá aprendido alguma lição com a nobre atitude de seu humilde vizinho?
 
Os personagens de A Casinha do Tatu traduzem em seus atos certas atitudes, ora admiráveis ora questionáveis, que provocam a reflexão sobre o que cada um de nós considera certo, errado, justo ou exagerado. Por meio deles, é possível compreender a alegria da generosidade, a importância de tratar e ser tratado com igualdade e o poder de transformação, independente da situação ou de quem está envolvido.
 
Elza Sallut nasceu em São Paulo, em 1938. Foi secretária executiva durante vinte anos. Começou a publicar seus primeiros livros em 1981. Dedicou-se também aos estudos de literatura infantil e à promoção da leitura, participando de diversos programas como "Leitura Comunidade" e "Hora do Conto", levando literatura a escolas, bibliotecas e até parques. Publicou vários livros. Quanto à editora Moderna, na área de literatura   
 
desenvolve projetos para que o aluno-leitor – desde a Educação Infantil até o Ensino Médio – ative sua capacidade de compreender, analisar e refletir sobre os conteúdos estudados. Com obras de ficção, não ficção e arte, o selo disponibiliza recursos para que o professor tenha à sua disposição todas as oportunidades de ensino, tais como: um plano leitor, apresentando os níveis de dificuldade de cada livro; um projeto de leitura, sugerindo atividades criadas por especialistas; e uma assessoria pedagógica específica para a necessidade da escola. Sempre em busca de novos caminhos para a excelência de suas publicações, a Moderna Literatura, numa iniciativa inédita no mercado editorial brasileiro, trouxe, com exclusividade para seu catálogo, todas as obras do renomado autor Pedro Bandeira, criando assim um momento importante para a literatura brasileira infantil e juvenil. O sucesso desta ação foi repetido com a escritora e ilustradora Eva Furnari e com o autor Walcyr Carrasco, cronista, dramaturgo, roteirista, tradutor e adaptador de clássicos da literatura.    

Envie seu texto
e faça parte do Nossas Letras