Amarília voltou salva

Por: Mirto Felipim

356640
(para todas as queridas guerreiras das ruas noturnas e imundas em anos setenta em BH)
 
 
Amarília voltou salva
e a Cidade agradece
pelos lutos, pelos frutos
que trouxe na prece
no canto que carece
de motivos negativos.
 
 
Amarília emplumada
morena perfumada
e suas bandeiras
com cheiro de aço
nos dias o cansaço
das notícias passageira
entre olheiras e estilhaços.
 
 
Amarília, a deusa enlutada
a maravilha enlouquecida
das ruas e das muradas
dos trancos e das emboscadas
das vitórias e retiradas
contra os cowboys estrangeiros
nos luminosos letreiros
ou anúncios corriqueiros.
 
 
Amarília sempre-viva 
voltou salva mas vencida
e a Cidade agradecida
celebra muda sua diva.
 
 
 
 
 
 
 
(01/02/l.977)

Envie seu texto
e faça parte do Nossas Letras