Recorrência

Por: Zelita Verzola

357648

Decidira. Este ano não iria falar. Já o fizera tantas vezes! Outros também louvaram. E todo mundo os vê...Penso que é impossível não notar. Mesmo com a vida cada vez mais veloz e com a virtual quase a engolindo, eles irrompem. Em 2017 com um ímpeto novo. Colorem a cidade, o céu e a terra. São admirados, fotografados, filmados. Mas mais do que tudo isso representam um momento de contemplação, onde a saúde e o equilíbrio podem ser resgatados e partes profundas de nós mesmos restauradas. Diante dos ipês róseos-lilases, pois, qualquer recorrência há de ser perdoada.

Envie seu texto
e faça parte do Nossas Letras