SIM, AS MÃES VÃO PARA O CÉU!

Por: Ligia Freitas

359281
As mães vão para o céu, porque sucumbem à própria vontade, pela vontade dos filhos.
 
As mães vão para o céu, porque choram quando querem sorrir e sorriem quando querem chorar.
 
As mães vão para o céu, porque gritam loucamente quando querem dizer delicadamente.
 
As mães vão para o céu, porque não precisam de despertador para acordá-las, acordam sem titubear.
 
As mães vão para o céu, porque oferecem o próprio corpo como alimento, tenha dor ou sofrimento.
 
As mães vão para o céu, as que trabalham fora e as que lutam em casa.
 
As mães vão para o céu, porque não tiram férias, não têm décimo terceiro e nem descanso semanal.
 
As mães vão para o céu, porque a jornada é infinita e invisível, assim como a luz do sol, que se apaga por aqui e acende no Japão.
 
As mães vão para o céu, por merecimento, porque dão vida à vida, porque cultivam a mais linda flor, sem ferir-se nos espinhos.
 
As mães vão para o céu, porque a saudade toma conta do peito, insiste e invade em cheio, a cada segundo interminável de solidão.
 
Sim, eu sou mãe e mereço um pedacinho no céu!  

Envie seu texto
e faça parte do Nossas Letras