Sorvete

Por: Lúcia Helena Maniglia Brigagão

365857
“Sorvete ou gelado é sobremesa gelada à base de lacticínios como leite ou nata, à qual é adicionada fruta ou outros ingredientes e sabores. A maior parte contém açúcar, embora alguns sejam feitos com adoçantes.” 
 
Nada é perfeito. Assim, além do açúcar, esse vilão, ainda são encontrados nos sorvetes em geral gorduras saturadas, poliinsaturadas e monoiinsaturadas, que não sei o que são, mas que boa coisa não serão, visto seus nomes complicados. Tem, ainda,  na sua composição, colesterol, sódio, potássio, carboidratos e proteínas e, para diminuir a vilania, algumas vitaminas. Dizem, Nero, o imperador romano, adorava a mistura de gelo transportado das montanhas para Roma, com cobertura de frutas,  o que talvez tenha usado para se refrescar, quando tocou fogo em Roma. Ocorre-me que Nero, para contrabalançar o mal feito à humanidade, teria inventado o sorvete, para lhe garantir lugar no Purgatório, depois da estadia no Inferno, por onde certamente ficou muito tempo.  Registros existem de que o imperador chinês King Tang, entre os anos 618 e 697, teria misturado leite com  gelo e, portanto, criado iguaria muito próxima do sorvete, como o conhecemos. O veneziano Marco Polo trouxe na bagagem, na volta de sua viagem ao Oriente, a receita do macarrão, e outra, para fazer sorvetes com água. Justamente, portanto, Marco Polo é louvado não apenas pelos italianos, mas pelos povos do mundo inteiro, responsável que foi pela difusão destes dois alimentos dos deuses.  Muitas curiosidades ligadas à popularização do sorvete. Catarina de Médicis, aquela da trágica Noite de São Bartolomeu, seria a responsável pela introdução do sorvete na França onde, aliás, foi fundada a primeira sorveteria do mundo em Paris, em 1660. Como manjar para a realeza, a neta de Catarina, leva o hábito do sorvete para a Inglaterra que, de lá, atravessa o mar, vai para os Estados Unidos  e se populariza.  Em Nova York, aparece o termo ice cream, derivado de iced cream. E,  também nos Estados Unidos, cria-se a máquina precursora da produção industrial de sorvete. O cone do sorvete é invenção italiana de 1903. Em 1922 registram-se as primeiras vendas ambulantes de sorvete em grande escala, com a utilização do carrinho de três rodas. Um dos produtos mais consumidos em todo o planeta, qualquer que seja a temperatura externa, o sorvete não é mais iguaria exclusiva do Verão. 
 
Para mim, o melhor sorvete do mundo é o italiano e achei maravilhosa a foto que mostra o momento da produção dessa delícia numa sorveteria italiana,  no começo do século passado. Para Roberto Carlos, as três melhores coisas do mundo são, pela ordem: Sexo, Sexo com amor e Sorvete. Para mim, se Deus come, a sobremesa d’Ele é sorvete... 
 

Envie seu texto
e faça parte do Nossas Letras