De dentro para fora

Por: Ligia Freitas

377594

Abra a mente e siga em frente
Não necessariamente reto
Mas ande, enfrente.

Abra a mente e aceite o diferente,
Não necessariamente seja igual,
Mas respeite outra gente.

Abra os dedos, não tenha medo,
O sonho só entra pela porta aberta,
A música só toca para quem escuta.

O mesmo homem que construiu
Uma masmorra de cimento
Pode construir mausoléus e monumentos.

A alma reclama, o corpo fala.
Viver é descer devagarinho cada lance da escada.
Aceite os passos descalços,
Deixe de lado aqueles sapatos.

Pule, jogue-se para dentro de si.
O segredo está no sino que toca,
Na sensibilidade que assola,
No dom de sentir a vida que passa
E nos abraça antes de partir.

Envie seu texto
e faça parte do Nossas Letras