Linhagem

Por: Carlos de Assumpção

378124

Eu sou descendente de Zumbi

Zumbi é meu pai é meu guia

Me envia mensagens do orum

Meus dentes brilham na noite escura

Afiados como o agadá de Ogum

Eu sou descendente de Zumbi

Sou bravo valente sou nobre

Os gritos aflitos do negro

Os gritos aflitos do pobre

Os gritos aflitos de todos

Os povos sofridos do mundo

No meu peito desabrocham

Em força de revolta

Me empurram pra luta me comovem

Eu sou descendente de Zumbi

Zumbi é meu pai é meu guia

Eu trago quilombos e vozes bravias dentro de mim

Eu trago os duros punhos cerrados

Cerrados como rochas

Floridos como jardins

Envie seu texto
e faça parte do Nossas Letras