Minha boa mãe

Por: Carlos de Assumpção

385162
Minha boa mãe
 
Meio  que sorrindo me dizia
 
Sempre, Carlos, quem fala
 
Demais dá “Bom dia!”
 
Pra cavalo.
 
O tempo passou.
 
O tempo voou.
 
Minha mãe foi embora
 
Há muito tempo.
 
Esqueci seu sábio conselho.
 
Até hoje falo
 
Aos quatro ventos.
 
Não me calo. 

Envie seu texto
e faça parte do Nossas Letras