Querer

Por: Mirto Felipim

385706

(aos dias de insônia e agonia que valeram a pena)

quero te ver no meu sonho

um ato tristonho de amar

e pensar no dia risonho

que o beijo pode detonar

e incendiar com a faísca dos olhos

o ato de rir ou chorar

 

quero o sorriso do teu nascer

corpo nervoso a me percorrer

encontrar-me, descobrir meu prazer

e matar meu desejo de esquecer

 

quero tua voz no meu tom de loucura

sussurro mortal a me insultar

a soltar cachorros loucos de ternura

pela santa alvura de nosso altar

 

em delírio secreto quero te perseguir

extinguir resquícios e aliviar agonias

quero nos dias te perder (por querer)

para te encontrar nos pesadelos do prazer

 

quero o eu do seu teu de amar

quero o ser teu do meu eu de amor

quero o ser nós de cúmplices eus

quero o prometeu do teu-eu criador.

 

Envie seu texto
e faça parte do Nossas Letras