Negro é assim

Por: Carlos de Assumpção

387548
Comigo não tem mimimi
 
Comigo não tem vitimismo 
 
Luto por meus direitos
 
Não me julgo nenhum coitado
 
Corro atrás do futuro
 
Não passo a vida parado
 
Aprendi isso tudo 
 
Em minha primeira escola
 
Minha casa paterna
 
Força da negritude 
 
Penso com minha cabeça
 
Ando com minhas pernas
 
Faço com minhas mãos
 
Não me julgo nenhum coitado 
 
Coitado é filhote de rato
 
Branco que nasce pelado 
 

Envie seu texto
e faça parte do Nossas Letras