Foi diferente...

Por: Heloísa Bittar Gimenes

392009

O Natal foi diferente, e precisou ser. Insistimos na tradição do encontro, no abraço solidário que faz suportar a vida, na oração que busca renascimento e Jesus. Porém, para ser um Feliz Natal, tivemos mesmo que reinventar sua fórmula.

Isso porque as crianças cresceram, os adultos envelheceram. Dispensamos o Papai Noel e contratamos mais cadeiras.

Noite Feliz, Dindon, Dindon, Jingle Bell...silenciaram. Violão, histórias e outras músicas animaram a roda. Esticamos a noite de outro jeito, cantando e não mais abrindo presentes.

Comemos menos, lembramos mais. As bebidas foram as mesmas, os bebedores nem tanto.

A família se espalhou. Espalhou-se tanto, que até no céu tem gente. Ai, “ invisíveis” são agora os amigos familiares que tanto amamos. Nessa noite, pegamos emprestado o Trenó para nos transportar via sonho para o além e sermos assim presenteados.

Enfeitamos nosso Natal com outros laços e outras cores. Precisava ser assim.

Dependuramos ainda em nossa árvore, carinho, ternura, companheirismo, família.

O Natal foi diferente, e precisava ser. Mas ainda assim e porque foi assim, Viva o Natal!

Envie seu texto
e faça parte do Nossas Letras