Lampejos de Lucidez

Por: Ligia Freitas

392012
Desejos, desejos...
Quantas palavras soltas 
Desejamos às pessoas no final do ano?
Amor, felicidade, saúde, sucesso e paz. 
 
 
Tenho tédio de desejos aparentemente inalcançáveis!
Que vontade de lhe desejar VONTADE, 
Mão na massa, mais daquilo que você faz.
Um andar de quero quero 
Sem ter olhos de olhar para trás.
 
 
Desejo que você durma como quem quer morrer
E acorde como quem quer viver.
Desejo que você saboreie mais e coma menos.
Use mais os livros e a tecnologia menos.
 
 
Tome banho gelado e beba água quente. 
Perceba que o corpo é ligado à mente.
Comemos quando estamos bravos, 
Brigamos quando estamos tristes, 
Fazemos do estômago um aterro sanitário,
Dos ouvidos exaustores entupidos.
 
 
Então desejo que você faça terapia para o corpo 
E a atividade física para a alma. 
Perceba em si algo que o acalma. 
Os sinos tocam para quem quer ouvir, 
A sensibilidade é o dom de saber partir.
 
 
O sorriso não existe sem a lágrima, 
O dinheiro não tem graça sem o suor, 
As mãos têm mais força quando entrelaçadas,
O coração só se apaixona quando escuta
O do, ré, mi, fá, só, lá, si, dó. 
 
 
Desejo-lhe uma pitada de insanidade. 
Que você aceite a própria loucura,
Porque todo louco tem um pé na liberdade.
O normal não se permite existir 
Vive num faz de conta
E não adianta querer tirá-lo dali.
 
 
Desejo-lhe então lampejos de lucidez,
Para que quando a luz apagar
E a festa acabar
Você possa começar com a sua luz
Tudo outra vez.
Desejo que você perdoe mais e sofra menos, 
O perdão é a capacidade de se sentir humano,
É aceitar a sua face no espelho, 
É juntar todos os pedaços para se sentir inteiro.
 
 
Desejo que você não dependa do outro 
Para se sentir reconhecido.
As brigas são necessidades camufladas,
A raiva é um animal ferido
Que apenas quer colo e abrigo.
 
 
Abra os braços, não tenha medo.
O embalo do amor deve ser maior
Do que o do desassossego.
 
 
Sinta o cheiro do mato,
Acredite, você veio ao mundo sem sapatos.
Faça da natureza o seu guia,
Da criança o seu professor
Aprenda com a leveza dos seus passos 
Caminhe por onde ela for.
 
 
Pronto, agora que as palavras ganharam sentido e cor,
Quem sabe eu possa lhe desejar 
Felicidade, saúde, sucesso, paz e amor.

Envie seu texto
e faça parte do Nossas Letras