Muçulmano

Por: Lúcia Helena Maniglia Brigagão

398237

Muçulmano, indivíduo que pratica o Islã, religião monoteísta centrada na vida e nos ensinamentos de Maomé, que teria recebido revelações do Arcanjo Gabriel. Muçulmanos dão ênfase aos dogmas da oração, ao jejum no mês de Ramadã, à peregrinação em Meca e ao estudo do Alcorão. Para a cultura ocidental, tudo parece estranho, idiossincrático, esquisito, ridículo, estapafúrdio, bizarro, excêntrico quando se trata de modos, usos e costumes adotados por outras culturas. Modos de vestir, de reagir, de viver são criticados e não raro, avaliados negativamente. Nossa relação com o Islamismo, está na lista. Para nós, amiúde, o muçulmano tem o corpo coberto por panos, sob os quais existem bombas preparadas para explodir a qualquer momento. Criticamos as roupas largas que as mulheres usam no cotidiano, principalmente os véus que lhes cobrem corpo, cabeça, às vezes o rosto, ou que só lhes deixam os olhos de fora. Quando o Brasil era país de população majoritariamente católica, a intolerância a modos e costumes dos ímpios excedia os limites da delicadeza humana. Nas calçadas de escolas espíritas, católicos não pisavam e relacionamentos foram evitados e abortados, sob a alegação de incompatibilidade religiosa. O ser humano sabe ser cruel. Hoje, às palavras Muçulmanos, Islã, Ramadã e seus significados, que nos chegaram truncados, a reação vai do medo, passa pelo desrespeito, chega ao repúdio, sentimentos temperados pela ignorância. Em contato com a cultura islâmica, se olhos e coração estão abertos, pode-se enxergar dentro dos muros das mesquitas. Atrás deles, existem seres humanos que riem, choram, comem, tomam banho, estudam, trabalham, rezam – gente como a gente, mas que segue fielmente o Alcorão, livro que traz princípios e leis que regem e determinam suas vidas; onde lêem textos e os interpretam desde crianças; que lhes apresenta os Pilares da Fé Islâmica e que define a identidade muçulmana, reconhecida pela prática dos cinco princípios, os cinco pilares da tradição islâmica: a profissão de fé ou testemunho (Shahadah), a oração (Salat) cinco vezes por dia, a doação (Zalat), o jejum (Sawm) no Ramadã, e a peregrinação à Meca (Hajj). O Ramadã é o nono mês do calendário islâmico, no qual a maioria dos muçulmanos pratica seu jejum ritual, o segundo dos cinco pilares do Islamismo. Voltam-se para a família, ao recolhimento, abstêm-se de comer, beber água, fumar e de sexo, desde o nascer, ao pôr do sol.
(Continua)
  

Envie seu texto
e faça parte do Nossas Letras