Paráfrase

Por: Janaina Leão

404558

Minha avó sabia das coisas mais que minha “mestra”...ou posso dizer ex-mestra porque aprendi por esses dias a caminhar sem esse apoio. Chega certa matur/idade a gente aprende que não tem melhor professora que a dona ‘Caminhada’. A de perder peso? Não, ‘fio’, a de aprender a viver.

Ando observando meus próprios passos. Estou farta de conselhos, inda mais de quem não anda na mesma estradinha que eu. Nunca andou ...

Descobri quem manda aqui : é minha história, e ela está nas pegadas que deixei por onde andei. Ela está nas obras das minhas mãos.

A vó sempre falava: “se contar pros outros as coisas não acontecem como a gente quer”. Ela também dizia que tomar banho e abrir a geladeira entortava a boca e que andar descalça aumentava a cólica. Minha vó sabia tudo (e creio que inventava o que não sabia, rsrs), lia o mínimo possível - suficiente pra assinar o nome - mas é de longe a mulher mais sabida que conheci. Quando nasci ela já era assim e isso veio de onde? Da caminhada dela. Tem coisas que não adianta verbalizar, e ela sabia que o tempo ia ensinar: é, chegou a minha vez...

Tô entrando na idade da Loba. Esses dias eu tinha 18 e tudo que eu mais queria era tirar habilitação, mas agora farei 40 e sabe o que eu desejo? Caminhar lado a lado com minha anciã, minha loba, minha avó. Parafraseando Neruda:Mas se amo os MEUS pés/é só porque andaram/sobre a terra e sobre/o vento e sobre a água,/até ME encontrarem.

Pedir conselho muitas vezes enfraquece a gente porque você deixa de se ouvir. Tenho descoberto muitas coisas...E uma delas é escutar menos o que há aí fora e mais o que se passa aqui dentro.

Quem ousaria dizer a finalidade da raça humana? Os filósofos e os pastores tentam, mas sabe a real, eu fico com a minha vó... E ela sempre me contava uma história quando eu me atrevia a nadar no lado mais fundo das águas. ‘Janaína, toma cuidado com a natureza, respeite ela. O mar quer quem sabe nadar porque quem não sabe, já é dele’.

Agora me digam vocês, o que sua avó dizia sobre a vida?

Envie seu texto
e faça parte do Nossas Letras