Quarentena

Por: Luiz Cruz de Oliveira

407662
Quando a morte vier...
 
Há de me encontrar 
Todo atento e tanto,
Preparando aulas,
Ultimando um livro,
Mentalizando poemas...
 
Há de me encontrar
Envolvido todo e tanto
Que se irá...
 
Desolada, solitária.
Coitada!
 
Ciente de meu desamor
por ela.

Envie seu texto
e faça parte do Nossas Letras