A abelhinha...

Por: Maria Luiza Salomão

408057

De máscara e luvas fechadas no carro a caminho de uma emergência porque a alma urge tanto quanto o corpo quando de repente surge uma abelhinha e o pensamento voou porque outro dia vi uma abelhinha e depois outra e pensei que esta pandemia está ajudando muitos animais a não serem extintos e parece que apenas a espécie humana vive este vírus de maneira real – para rimar com o corona – e não outras espécies das quais somos parentes e pensei que somos animais afinal e termos tido esta coisa chamada pandemia aprofundei meu pensamento se não exageramos a importância humana no universo de tal forma que o planeta resolveu sacudir a poeira e a cócega que fazemos nele e se não seremos nós - a espécie humana - o coronavírus para o planeta e se afinal minúsculos como um vírus no contexto do Cosmos talvez esta sacudida possa estar sendo necessária para a Terra azulinha se curar assim como as outras espécies poderem se curar da maneira irracional como os humanos lidam com seu entorno e que tudo tivesse que acontecer tendo o covid-19 invadindo corpos humanos impedindo o acesso ao ar e penso que ignorar o fato de que gentes morrem enquanto escrevo é perigoso já que estamos realmente ignorantes e se não conseguirmos aprender nada com isso irá atestar o alto grau da deficiência humana em enxergar coisas vitais e desmerece a continuidade e a manutenção de um nome arrogante - homo sapiens – pois questiono cadê a sabedoria da espécie dita humana e se talvez não devêssemos fazer mais para merecer o nome sapiens entre todas as espécies e finalizando gostaria de saber se alguém mais concorda que abelhinhas são mais sábias resilientes necessárias para o planeta curar do que nós (respiro enquanto tenho pulmão).

Envie seu texto
e faça parte do Nossas Letras