O grito do Corona

Por: Dione Castro

408226

 "Quem gera riqueza é o trabalhador", diz o Corona, um invisível. Em seguida grita: "greve geral". Tudo para. Os dominantes preferem morrer do que ficar pobres e, contra-atacam: "saiam de seus barracos ou se não já sabem". Nem sinal, os trabalhadores preferem viver, pois pobres já são. Expressou um deles: “Este Corona é um invisível, desconhecido e poderoso”. Então permanecem em casa. Mente o presidente: “é uma gripezinha que só mata velho, não aguenta fracote”. Frágil sistema capitalista, não aguenta um invisível. Tese confirmada. O neoliberalismo terá que se reinventar ou extinguir mesmo. A humanidade agradecerá.

Envie seu texto
e faça parte do Nossas Letras