O Retorno

Por: Zelita Verzola

409067

Quando tudo retornar ao normal eu faço tal coisa...quando tudo retornar ao normal eu vejo isso...quando tudo retornar ao normal eu decido... Sinto muito queridos interlocutores passantes. Embora vocês não me tenham notado e eu não me tenha feito notar, quero dizer-lhes (mesmo que não me ouçam, quer dizer, leiam) que NADA retornará ao normal. Não àquele normal anterior à pandemia. Pelo menos por dois óbvios motivos. O primeiro é que a vida de antes é considerada pelos mais lúcidos pouco normal, no sentido de coerente, harmônica. O segundo é que não se banha duas vezes no mesmo rio. O rio corre. O rio-vida também. Espero de alma e coração que uma nova normalidade se estabeleça. Mais ética, mais pacífica, mais fraterna. É o retorno da saúde do planeta, do equilíbrio humano. Quando esse retorno acontecer, infinitas coisas incríveis, belas e valiosas, creio, hão de vir junto. Aliás, muitas já estão aí. É só ter olhos de ver, ouvidos de ouvir e, principalmente, consciência de perceber.


 

Envie seu texto
e faça parte do Nossas Letras