A garota do laço verde

Por: José Antonio Pereira

Poderia ela, naquele momento, fazer algo?
Uma simples garota de laço verde,
Mudar o destino de alguém?



Mas aquele laço verde já estava opaco,
A garota sem chão,
E a cidade coberta por um silêncio ensurdecedor.




Um momento, uma bobeira, uma vida perdida.
Aquilo tudo aconteceu tão rápido para os olhos da garota,
Olhos que agora se afogavam em desespero e tristeza.




Uma brincadeira, um farol, um desastre.
Tudo sumiu em sua volta,
Só os olhos assustados da amiga ficaram.




A garota do laço verde se viu sem o laço.
A amiga, a esperança
Arrancadas de sua vida naquele momento.
Agora ela era apenas uma lembrança,
E aquela dor que nascera no fundo do peito,
Ela sabia que só melhoraria com o tempo.



 

Ana Júlia Bittar Gimemes Leitora

Envie seu texto
e faça parte do Nossas Letras