Espalhar fotos do corpo de Cristiano Araújo na rede é crime; entenda

Espalhar fotos do corpo de Cristiano Araújo na rede é crime; entenda

Pouco tempo depois de anunciada a morte do cantor sertanejo Cristiano Araújo, as fotos do acidente começaram a ser divulgadas em redes sociais e aplicativos de mensagens instantâneas.

Pouco tempo depois de anunciada a morte do cantor sertanejo Cristiano Araújo, as fotos do acidente começaram a ser divulgadas em redes sociais e aplicativos de mensagens instantâneas.

26/06/2015 | Tempo de leitura: 1 min

26/06/2015 - Tempo de leitura: 1 min

Pouco tempo depois de anunciada a morte do cantor sertanejo Cristiano Araújo, as fotos do acidente começaram a ser divulgadas em redes sociais e aplicativos de mensagens instantâneas.

Pouco tempo depois de anunciada a morte do cantor sertanejo Cristiano Araújo, as fotos do acidente começaram a ser divulgadas em redes sociais e aplicativos de mensagens instantâneas.

O mesmo aconteceu após o corpo do cantor ser preparado e o velório liberado ao público. Imagens e vídeos do artista foram compartilhadas. 

Fotos de Allana Moraes, namorada do sertanejo, morta no local do acidente, também foram divulgadas.

O que muitos desconhecem é que fazer ou divulgar esse tipo de imagem é crime. A advogada Cristina Sleiman explica que a família pode pedir inclusive a retirada do material que foi parar na internet, sendo que as pessoas que compartilham esse tipo de informação podem ser punidas.

Para o advogado Rafael David Filipe, a divulgação de imagens junto a comentários depreciativos pode ser considerado crime contra o respeito aos mortos. “Cabe reparação por lesão à imagem, intimidade e privacidade ao corpo do morto e direito da dignidade do ser humano. Na esfera trabalhista, pode acontecer desde uma simples advertência até mesmo uma demissão por justa causa,” afirma Filipe ao site R7.

Apesar disso, o ato raramente termina em prisão. A explicação é a de que o potencial ofensivo é menor nesse caso, o que acaba em pena alternativa como prestação de serviços comunitários.

Pouco tempo depois de anunciada a morte do cantor sertanejo Cristiano Araújo, as fotos do acidente começaram a ser divulgadas em redes sociais e aplicativos de mensagens instantâneas.

O mesmo aconteceu após o corpo do cantor ser preparado e o velório liberado ao público. Imagens e vídeos do artista foram compartilhadas. 

Fotos de Allana Moraes, namorada do sertanejo, morta no local do acidente, também foram divulgadas.

O que muitos desconhecem é que fazer ou divulgar esse tipo de imagem é crime. A advogada Cristina Sleiman explica que a família pode pedir inclusive a retirada do material que foi parar na internet, sendo que as pessoas que compartilham esse tipo de informação podem ser punidas.

Para o advogado Rafael David Filipe, a divulgação de imagens junto a comentários depreciativos pode ser considerado crime contra o respeito aos mortos. “Cabe reparação por lesão à imagem, intimidade e privacidade ao corpo do morto e direito da dignidade do ser humano. Na esfera trabalhista, pode acontecer desde uma simples advertência até mesmo uma demissão por justa causa,” afirma Filipe ao site R7.

Apesar disso, o ato raramente termina em prisão. A explicação é a de que o potencial ofensivo é menor nesse caso, o que acaba em pena alternativa como prestação de serviços comunitários.

COMENTÁRIOS

A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores. Por isso, os leitores e usuários desse canal encontram-se sujeitos às condições de uso do portal de internet do Portal GCN e se comprometem a respeitar o Código de Conduta On-line do GCN.

Ainda não é assinante?

Clique aqui para fazer a assinatura e liberar os comentários no site.