24 de junho de 2019

Opinião

Como votar amanhã

Hoje peço licença ao consumidor para transmitir orientações ao eleitor. Amanhã é dia de eleição e de votar consciente.

Opinião 06/10/2018 -
Hoje peço licença ao consumidor para transmitir orientações ao eleitor. Amanhã é dia de eleição e de votar consciente. Considerando o aumento, nas últimas eleições, da abstenção e dos votos brancos e nulos, decidi orientar sobre o dia das eleições para que o consumidor possa saber como
 
O voto é obrigatório para os alfabetizados maiores de 18 e menores de 70 anos e facultativo para os demais, inclusive para quem tem 16 ou 17 anos. É importante, para agilizar a votação, que você se certifique de que seu local de votação continua ativo: consulte a sua zona eleitoral no site do Tribunal Superior Eleitoral e preencha o pequeno formulário online com o nome, ou número do título de eleitor, data de nascimento e nome da mãe.
 
Para votar, é necessário portar um documento oficial de identificação com foto. São aceitos: via digital do título (e-Título) do eleitor que já tenha feito a coleta dos dados biométricos, carteira de identidade, passaporte ou outro documento oficial com foto de valor legal equivalente, inclusive carteira de categoria profissional reconhecida por lei, carteira de trabalho, carteira nacional de habilitação. Não são aceitos: certidão de nascimento ou de casamento.
 
Aqueles eleitores que estiverem com o título de eleitor cancelado não poderão votar nas eleições. A regularização só acontecerá a partir de 5 de novembro. Para saber se o seu título está cancelado, consulte sua situação eleitoral no site do TSE e clique no item “Situação Eleitoral”. O título pode ser cancelado nas seguintes situações: quando você não votou e não justificou em três turnos de eleições consecutivos ou não compareceu à revisão obrigatória do eleitorado dentro do prazo e não regularizou a situação.
 
O eleitor que estiver fora de sua cidade pode justificar a ausência em qualquer local de votação. Para justificar no dia da eleição, leve o número do seu título, um documento oficial de identificação e o formulário de justificativa preenchido. Quem não se justificar no dia das eleições, terá até 60 dias para fazê-lo, em qualquer cartório eleitoral, apresentando documento que justifique a ausência como, por exemplo, atestado médico.
 
Como nesta eleição você votará 6 vezes, a “colinha” pode ajudar bastante. A Justiça Eleitoral orienta os cidadãos a levar os números anotados em papel. Mas atenção! É proibido entrar na cabine de votação com telefone celular ou qualquer aparelho eletrônico que possa comprometer o sigilo do voto. 
 
Portanto, divulgo essas informações para facilitar o exercício de seu voto. Vote consciente e depois das 17 horas, acompanhe a apuração dos votos pela Rádio Difusora e este colunista terá a honra de comentar como há várias eleições!
Denilson Carvalho
Advogado e ex-coordenador do Procon/Franca
advogado@denilson.adv.br


COMENTÁRIOS

A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores. Por isso, os leitores e usuários desse canal encontram-se sujeitos às condições de uso do portal de internet do Portal GCN e se comprometem a respeitar o Código de Conduta On-line do GCN.

Ainda não é assinante?

Clique aqui para fazer a assinatura e liberar os comentários no site.

VER MAIS