27 de junho de 2019

Esporte

Sesi Franca pode soltar grito inédito de campeão hoje

O basquetebol de Franca tem 10 títulos de campeão em competições internacionais ao longo de sua história, mas ainda não conquistou a taça da Liga Sul-Americana.

Esporte 13/12/2018 - Repórter: N. Fradique
Foto de: Divulgação
Time do Sesi Franca durante treino no ginásio Angel Sandrin, em Córdoba
O basquetebol de Franca tem 10 títulos de campeão em competições internacionais ao longo de sua história, mas ainda não conquistou a taça da Liga Sul-Americana. 
 
Os títulos conquistados pelo clube francano foram na versão antiga dos campeonatos Sul-Americano, sendo campeão seis vezes em 1974, 75, 77, 80, 90 e 91; e Pan-Americano quatro vezes, em 1993, 94, 97 e 99.
 
Portanto, há 19 anos que a equipe francana não sobe no degrau mais alto do pódio em um campeonato internacional.
 
Mas a escrita poderá ser quebrada já nesta quinta-feira (13), às 22h15, quando o Franca Basquete enfrenta o Instituto de Córdoba, no ginásio Angel Sandrin, na Argentina, pelo segundo confronto da final da Liga Sul-Americana. O time comandado por Helinho Garcia lidera a série melhor de três por 1 a 0, com vitória em casa, por 92 a 90, e pode liquidar o playoff nesta noite. Caso a equipe argentina vença, o terceiro e decisivo duelo será nesta sexta-feira (14), no mesmo local e horário.
 
O Sesi Franca não poderá contar com o armador Elinho, que teve um estiramento na coxa na primeira partida contra os argentinos, mas o jogador deverá ficar no banco.
 
O time está bastante confiante numa conquista na Argentina. “Sabemos que será uma partida muito difícil. Temos que manter a garra, o foco e bastante determinação defensiva para voltar com a vitória e, consequentemente, o título”, disse Didi, que apesar de jovem é um dos destaques da equipe francana.


COMENTÁRIOS

A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores. Por isso, os leitores e usuários desse canal encontram-se sujeitos às condições de uso do portal de internet do Portal GCN e se comprometem a respeitar o Código de Conduta On-line do GCN.

Ainda não é assinante?

Clique aqui para fazer a assinatura e liberar os comentários no site.

VER MAIS