20 de janeiro de 2022

Franca

PM intensificará fiscalização de trânsito no Ano Novo

Para promover a segurança para a população, a polícia utilizará todos os equipamentos disponíveis.

Franca 28/12/2018

Durante este período ano, a principal dica para garantir a segurança de todos é a de não misturar álcool e direção
Na última semana do ano, devido a grande movimentação de veículos e consumo de álcool em festas, o número de pessoas que dirigem embriagadas e perigosamente no trânsito tende a aumentar. Visando a segurança da população, a Polícia Militar de Franca intensificará a fiscalização durante as comemorações. “Na virada do ano teremos um reforço não só do patrulhamento de trânsito, mas também da Força Tática, Rádio Patrulhamento e todas as modalidades. Vamos intensificar a fiscalização para garantir a segurança de quem quer festejar de forma segura”, disse o tenente Régis Antônio Mendes, comandante do Pelotão de Trânsito da Polícia Militar.
 
Para promover a segurança para a população, a polícia utilizará todos os equipamentos disponíveis pelo Pelotão de Trânsito como radares e bafômetros. 
 
DIREÇÃO SEGURA 
 
Durante este período ano, a principal dica para garantir a segurança de todos é a de não misturar álcool e direção. “Hoje com o transporte alternativo, como taxi e Uber, por exemplo, você tem outras opções de locomoção. Você sair à noite e investir cerca de R$ 20 ou R$ 30 com transporte de ida e volta para casa, compensa bastante, tendo em vista o risco de na melhor das hipóteses ser autuado e na pior delas ocasionar um acidente de trânsito”, disse o tenente.
 
RIGOR 
 
Uma das mudanças mais recentes nas leis de trânsito tem deixado mais rigorosa as normas para os motoristas autuados embriagados após cometer acidente com vítimas feridas ou fatais. “Quem causa esses acidentes de trânsito e que acaba tirando a vida de outra pessoa, em sua maioria são pessoas geralmente honestas, normalmente pessoas ‘do bem’ e com essa nova legislação, se o motorista estiver embriagado e se envolver em um acidente fazendo com que a vítima vá a óbito, a pena passa de cinco a oito anos de reclusão. Como a pena máxima é superior a quatro anos, a pena não é passível de fiança arbitrada pelo delegado. Isso significa que o motorista será autuado em flagrante e será preso e sendo condenado ele iniciará em regime fechado”, alertou Regis.


COMENTÁRIOS

A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores. Por isso, os leitores e usuários desse canal encontram-se sujeitos às condições de uso do portal de internet do Portal GCN e se comprometem a respeitar o Código de Conduta On-line do GCN.

Ainda não é assinante?

Clique aqui para fazer a assinatura e liberar os comentários no site.

Veja mais Últimas Notícias

MAIS LIDAS

COLUNISTAS

ECONOMIA Atualizado 1 hora atrás

  • Dólar Comercial:
    Data:
  • Dólar Turismo:
    Data:
  • Euro:
    Data:

LOTERIAS Atualizado 1 hora atrás

  • Mega-Sena:
    Sorteio: , , , , , Data: 30/11/-0001
  • Quina:
    Sorteio: , , , , Data: 30/11/-0001