27 de junho de 2019

Opinião

O ano vai nascer quadrado

Como bem lembrou o senador eleito pelo Ceará, Cid Gomes (PDT), aos petistas durante a campanha, Lula está preso.

Opinião 30/12/2018 -

Como bem lembrou o senador eleito pelo Ceará, Cid Gomes (PDT), aos petistas durante a campanha, Lula está preso. Caso nenhuma manobra de última hora nos corredores do Judiciário reverta a situação, o ex-presidente vai ver o ano novo nascer quadrado.

Não será uma exclusividade do santo petista. Quatro prefeitos da região de Franca também só vão ouvir os fogos do Réveillon. Igual a Lula, estão presos acusados de corrupção.

A presidiária mais famosinha é Dárcy Vera, ex-prefeita de Ribeirão Preto. Ela é acusada de chefiar um esquema que desviou R$ 45 milhões dos cofres públicos. Foi presa em dezembro de 2016, conseguiu um habeas corpus dias depois, mas retornou para a cadeia em maio de 2017, de onde não saiu mais.

Juliano Mendonça Jorge, de Miguelópolis, foi preso no dia 19 de abril de 2016, na Operação Cartas em Branco, deflagrada pelo Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado). Ele é acusado de liderar uma organização criminosa instalada na Prefeitura e que teria fraudado mais de R$ 6 milhões em licitações.

A 65 quilômetros de Miguelópolis, em Igarapava, a Prefeitura também foi alvo da corrupção. Em julho de 2017, a Justiça decretou a prisão preventiva dos irmãos Carlos e Sérgio Augusto de Freitas. O primeiro foi prefeito de 2013 a 2016. Sérgio governou a cidade por dois anos no final da década de 1990. Ambos são apontados pelo Gaeco como líderes de uma organização criminosa acusada de fraudar licitações que somam mais de R$ 26 milhões. Sérgio tem outra anotação nada honrosa no currículo: é acusado de ser o mandante do assassinato do ex-prefeito Giriri.

Calendário: Ao contrário do que muitos pensam, nem todos os eleitos na votação de outubro vão tomar posse no mesmo dia. O calendário eleitoral brasileiro é uma confusão e reservará três datas diferentes.


O presidente Jair Bolsonaro (PSL) e os governadores vão tomar posse no dia 1º de janeiro. Os senadores e deputados federais vão assumir os seus cargos no dia 1º de fevereiro.

Os deputados estaduais, casos de Graciela (PR) e Roberto Engler (PSB), serão empossados só no dia 15 de março.

Confusão: A falta de sincronia na data das posses vai provocar situações inusitadas. Durante um mês, Bolsonaro vai ter que se relacionar com parlamentares que estão em final de mandato, entre eles, muitos que não foram reeleitos e que terão que deixar o Congresso em fevereiro.

O governador João Doria (PSDB) só vai passar a articular com os novos deputados três meses após ter assumido o cargo. 

Só no Brasil mesmo: O site UOl trouxe a informação de que ao menos 20 suplentes tomarão posse no Congresso em janeiro para mandatos relâmpagos antes do fim da atual legislatura. Eles ocuparão as vagas de parlamentares eleitos ou contemplados com cargos nos governos estaduais e federal, que tomarão posse dia 1º. Uma das vagas abertas é do deputado federal Jair Bolsonaro.

Os suplentes poderão ficar no cargo apenas até dia 31 de janeiro, quando terão de ceder lugar aos parlamentares eleitos em outubro.

Competente: O advogado Leandro Damy, que foi chefe de gabinete do então deputado Gilson de Souza e que chegou a advogar para a Francana, foi convidado pelo governador João Doria para assumir a presidência da FDE (Fundação para o Desenvolvimento da Educação). Damy é o diretor do FNDE (Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação), onde trabalhou ao lado do ministro Rossieli Soares, que será o secretário de Educação de Doria.

Foguetório: A Prefeitura vai pagar R$ 55 mil para uma empresa realizar a atração pirotécnica no Réveillon, com fornecimento de fogos de artifícios, montagem e execução nos cinco locais em que vão acontecer os shows da virada.



COMENTÁRIOS

A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores. Por isso, os leitores e usuários desse canal encontram-se sujeitos às condições de uso do portal de internet do Portal GCN e se comprometem a respeitar o Código de Conduta On-line do GCN.

Ainda não é assinante?

Clique aqui para fazer a assinatura e liberar os comentários no site.

VER MAIS