19 de junho de 2019

Franca

Av. Brasil é líder de acidentes de trânsito com vítimas

Avenida Dom Pedro I, Abrahão Brickman e Adhemar de Barros também registraram muitas ocorrências

Franca 06/01/2019 - Repórter: Caíque Araújo
Foto de: Dirceu Garcia/Comércio da Franca
A Avenida Brasil, pelo segundo ano consecutivo, lidera o ranking de via com mais acidentes

Assim como em 2017, a Avenida Brasil liderou o ranking de acidentes de trânsito com vítimas no ano de 2018. De acordo com os registros da Polícia Militar, o local foi o mais violento de Franca no ano passado, sendo palco de 30 acidentes com vítimas durante os 12 últimos meses. A avenida liga a zona Leste à região central da cidade.

Os acidentes que entraram no índice são os que tiveram vítimas, pessoas que se envolveram em batidas entre carros, motos ou atropelamentos.

A Brasil é uma das avenidas mais movimentadas da zona Leste, possui um fluxo grande de veículos e contém vários estacionamentos, pontos comerciais e pedestres, além de ser bastante estreita.

Segundo a Polícia Militar, grande parte do número de acidentes acontece devido à imprudência dos condutores. “Não existe um ponto específico onde aconteceu mais ou menos acidentes na avenida. Geralmente nos acidentes com vítimas um dos veículos envolvidos estava em alta velocidade. Na maior parte, houve alguma infração de trânsito.Outra parcela desses acidentes também envolveram carros e motocicletas que estavam saindo de estacionamentos e entraram na via sem observar o fluxo de veículos, causando colisões”, disse o tenente Régis Mendes, responsável pelo pelotão de Trânsito da Polícia Militar de Franca.

A via foi líder de registro de acidentes pela segunda vez seguida, porém o número de acidentes com vítimas em relação ao ano anterior diminuiu. Em 2017, 46 acidentes foram registrados.

Em julho do ano passado, um grave acidente foi registrado na via e por pouco não terminou em tragédia. Uma mulher de 24 anos, que seguia pela avenida em um Corolla, fazia sentido Jardim Paulistano, quando fez uma conversão proibida para entrar na rua Pernambuco e bateu em um Logan que estava no sentido contrário. Com o forte impacto, o Corolla invadiu a calçada de um bar e acabou atingindo um cliente que estava em uma mesa do estabelecimento comercial. O homem foi levado para o hospital com vários ferimentos na perna. A condutora do Corolla e o motorista do Logan, um homem de 19 anos, não se feriram.

Segundo o tenente Régis, existe um perfil definido na maioria dos casos de acidentes com vítimas. “Existe um perfil que se repete ano após ano. Em mais de 80% dos acidentes com vítimas, as pessoas envolvidas são homens. Em 50% dos casos, a faixa etária é inferior a 30 anos de idade”, afirmou.

No ranking fornecido pela equipe da Polícia Militar, também é possível ver que a segunda avenida com mais acidentes com vítimas registrados foram a avenida Dom Pedro I, com 24 acidentes. As avenidas Abrahão Brickman e Adhemar de Barros, empataram com 20 cada. Em quarto lugar fica a avenida Presidente Vargas, com 18 acidentes, e em quinto a avenida Doutor Ismael Alonso y Alonso, com 15 ocorrências.



COMENTÁRIOS

A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores. Por isso, os leitores e usuários desse canal encontram-se sujeitos às condições de uso do portal de internet do Portal GCN e se comprometem a respeitar o Código de Conduta On-line do GCN.

Ainda não é assinante?

Clique aqui para fazer a assinatura e liberar os comentários no site.

VER MAIS