20 de julho de 2019

Opinião

Doria e Engler

O governador João Doria (PSDB) realizou a primeira visita de seu mandato à Assembleia Legislativa na quarta-feira.

Opinião 10/02/2019 -

O governador João Doria (PSDB) realizou a primeira visita de seu mandato à Assembleia Legislativa na quarta-feira. Ele respondeu os questionamentos dos deputados e recebeu as demandas regionais. A reunião teve como objetivo estreitar laços entre o Executivo e o Legislativo.

Doria destacou pontos da relação entre os dois poderes e apresentou alguns de seus planos para os próximos anos. O governador destacou a necessidade de estabelecer um diálogo permanente com os deputados, sejam da base do governo ou da oposição. Prometeu retornar à Assembleia outras vezes para um debate aberto, franco e sem restrição.

Além do presidente Cauê Macris (PSDB), estiveram presentes 56 deputados, entre eles, Roberto Engler (PSB). Embora tenha saído do PSDB justamente porque Doria foi o escolhido para ser o candidato ao governo do Estado, Engler, que apoiou Márcio França (PSB) nas últimas eleições, não pretende ser oposição.

O deputado francano sempre foi da base aliada ao longo dos sete mandatos e não será agora que ele mudará de lado. Engler pode até não virar coleguinha de Doria, mas sua intenção é construir um relacionamento com o governador, a quem passou a elogiar. ‘Vejo com bons olhos a disposição do governador em vir até a Assembleia, mensalmente, para promover um diálogo com os parlamentares, independentemente de sigla partidária. Em 28 anos de casa, não houve outro governador que assim tenho feito”, disse ele.

Fim de legislatura: Os novos deputados que foram eleitos em outubro passado, como é o caso de Graciela Ambrósio (PR), só vão tomar posse no dia 15 de março. Por isto, não participaram deste primeiro encontro com Doria, que voltará à Assembleia para dar as boas-vindas à futura legislatura. O governador pretende contar com a experiência da delegada para colocar em prática seu plano de abrir as DDMs 24 horas por dia no Estado. Graciela defende que não basta, simplesmente, abrir as portas das delegacias. “É preciso dar a estrutura necessária”.

Franca x Bauru: A rivalidade existe até fora das quadras. O setor de Fiscalização da Prefeitura intimou Demétrius Conrado Ferracciu pela construção sem Habite-se ou Carta de Ocupação na Alonso y Alonso. O técnico do time de basquete de Bauru terá oito dias para regularizar a situação sob pena de ter que pagar uma multa de R$ 857 para cada imóvel.

Pastor abandonado: O assessor parlamentar Adriano Reis Pessoni, que trabalhou dez anos no gabinete do vereador Pastor Otávio (PTB), pediu exoneração do cargo. Presidente do PR, ele vai trabalhar com Graciela Ambrósio na Assembleia.

Sai, raposa: A vereadora Cristina Vitorino (PRB) viajou com o carro oficial da Câmara na última semana de janeiro para uma série de compromissos em Brasília. Quando passavam próximo ao trevo de Davilândia (GO), o veículo atropelou uma raposa que tentava atravessar a pista e sofreu danos no para-choque e radiador. Cristina e o motorista não se feriram, mas tiveram que cancelar a viagem. Não tenho informações sobre a pobre raposa.

É melhor esperar sentado: Orivaldo Donzelli, que pediu demissão do cargo de chefe de gabinete da Prefeitura em dezembro, foi nomeado para comandar o Departamento do Curso de Ciências Contábeis do Uni-Facef. Gilson de Souza (DEM) tinha esperança de que ele voltasse para o governo municipal.

Os bozos estão aqui?: Será que depois do papelão feito em Franca durante a semana, os alunos e, o que é pior, as alunas do curso de medicina da Unifran, investigados pelo Ministério Público por suspeita de conduta machista, misógina e sexista, têm moral para criticar o presidente Jair Bolsonaro?

 

Edson Arantes
Jornalista
edson@comerciodafranca.com.br


COMENTÁRIOS

A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores. Por isso, os leitores e usuários desse canal encontram-se sujeitos às condições de uso do portal de internet do Portal GCN e se comprometem a respeitar o Código de Conduta On-line do GCN.

Ainda não é assinante?

Clique aqui para fazer a assinatura e liberar os comentários no site.

VER MAIS