23 de julho de 2019

Brasil e Mundo

Astrônomos conseguem registrar primeira imagem de um buraco negro

A imagem foi capturada através do projeto EHT (Event Horizon Telescope), uma rede de radiotelescópios que foram espalhados pelo planeta.

Brasil e Mundo 10/04/2019 -

Esta quarta-feira, 10, será um marco nas história da física. Astrônomos conseguiram, pela primeira vez, apresentar a imagem de um buraco negro. Isso pode comprovar uma das primeira teorias de Albert Eistein.

A imagem foi capturada através do projeto EHT (Event Horizon Telescope), uma rede de radiotelescópios que foram espalhados pelo planeta. Representantes do EHT revelaram a conquista durante uma entrevista coletiva a diversos orgãos do mundo todo.

O buraco negro registrado fica no centro da chamada M87, uma galáxia a cerca de 50 milhões de anos-luz do nosso planeta. O buraco tem aproximadamente 40 bilhões de quilômetros de diâmetro, quase 3 milhões de vezes maior que a Terra.

Segundo o G1, os astrônomos observaram o disco de acreção do buraco, uma estrutura que se forma pelo movimento de orbitação em volta de um corpo central, quase como água em volta de um ralo. Próximo ao buraco negro, a formação do disco é tão quente, que chega a brilhar e emitir uma luz.

Em entrevista à National Geographic, o astrônomo Heino Falcke explicou a importância do registro para os estudos da física. "Mesmo que as primeiras imagens sejam ainda ruins e pouco nítidas, já podemos fazer um primeiro teste e algumas previsões básicas da teoria da gravidade de Einstein no ambiente extremo de um buraco negro", explicou.

A teoria a que Falcke se refere, foi criada por Eistein em 1915, e dizia que a matéria pode deformar ou curvar a geometria do espaço-tempo, e a gravidade da Terra seria a forma de nós percebemos essa distorção. O astrônomo ainda explicou que os buracos negros são "o ponto final do espaço e do tempo, e podem representar o limite máximo do nosso conhecimento" e afirmou que, com as imagens "os buracos negros vão deixar de ser um objeto mítico para passarem a ser algo concreto passível de ser estudado."
 



COMENTÁRIOS

A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores. Por isso, os leitores e usuários desse canal encontram-se sujeitos às condições de uso do portal de internet do Portal GCN e se comprometem a respeitar o Código de Conduta On-line do GCN.

Ainda não é assinante?

Clique aqui para fazer a assinatura e liberar os comentários no site.

VER MAIS