24 de agosto de 2019

Opinião

Pesquisa mostra transporte público aprovado por francanos

Quem usa o sistema de transporte público em Franca aprova o trabalho prestado pela empresa São José.

Opinião 21/04/2019 -

Quem usa o sistema de transporte público em Franca aprova o trabalho prestado pela empresa São José. Os passageiros reclamam da superlotação nos horários de pico, dos atrasos e do valor da passagem, mas, de uma maneira geral, avaliam que o serviço é bom.

Essa avaliação foi constatada por uma pesquisa de opinião pública contratada pela Emdef, responsável pela fiscalização do transporte público, e realizada pelo Instituto Datalink para avaliar o grau de satisfação dos usuários. Foram ouvidos 400 passageiros.

Realizada em dezembro, a pesquisa foi apresentada ao prefeito no mês passado. Apenas 21,6 % dos passageiros responderam que acham ruim ou péssimo o sistema de transporte coletivo em Franca. O percentual de usuários que consideram o serviço regular (35,7%), bom (31,5%) e ótimo (11%) chega a 78,2%.

Ao contrário do que muita gente imagina, o vilão não é o preço da passagem. De acordo com a pesquisa, a maior reclamação dos passageiros, com 15% das citações, é a falta de pontualidade. Em seguida, aparecem falta de horários ou horários mal programados nos finais de semana, 13%, e lotação em horários de pico, 10,5%. O valor da tarifa ocupa o quarto lugar com 10% das reclamações, seguido de direção imprudente, 7,3%, motorista sem educação ou sem paciência e falta de ônibus novos com 6,6%. Outros 6,4% reclamaram de a empresa ter tirado os cobradores.

“A maior parte dos usuários não acha o serviço ruim, mas afirma que é preciso melhorar. O governo vai buscar as melhorias, como a construção de quatro novos terminais”, disse Marcos Haber, presidente da Emdef.

Nos dias úteis, cerca de 57 mil passageiros usam os ônibus da São José. 55% pagam a tarifa cheia. Os demais, possuem descontos ou gratuidades.


Nota vermelha: A Acif divulgou durante a semana o resultado de pesquisa que avaliou o governo de Gilson de Souza (DEM). Quase a metade, 46,7%, respondeu que é ruim ou péssimo. 40,5% disseram que é regular, enquanto 9% avaliaram que é ótimo ou bom.

Sem recreio: A pesquisa também perguntou que nota os eleitores dariam para o prefeito, numa escala de zero a dez. Gilson tirou 4,4. A maior parte dos entrevistados, 31,5%, afirmou que não votaria nele em uma nova eleição.

Tá bom, mas tá ruim: 51, 1% dos eleitores disseram que a Câmara realiza um trabalho regular. Para 23,1%, é péssima. 10,6% acham que o trabalho dos vereadores é ótimo ou bom. Donizete da Farmácia (PSDB), Adérmis Marini (PSDB) e Carlinhos da Farmácia (MDB) foram considerados os que mais trabalham. 61% dos entrevistados não se lembraram em quem votou nas últimas eleições.

Demissão voluntária: Terminou o prazo para os servidores públicos do município aderirem ao Plano de Demissão Voluntária aberto pela Prefeitura de Franca. Dos 57 funcionários que se inscreveram, 54 tiveram o pedido deferido e vão deixar a administração.

Encontro de prefeitos: Os secretários de Estado da Educação, Rossieli Soares, e do Desenvolvimento Regional, Marco Vinholi, estariamo em Franca nesta segunda, para participar da reunião de prefeitos do Comam (Consórcio de Municípios da Alta Mogiana). Mas o evento foi cancelado, pois os secretários tinham agenda com o governador Doria. Nova reunião deve ser marcada.

Para a eternidade: O governador João Doria sancionou lei que denomina Cristovão Barcellos o segundo trevo da Ronan Rocha, entre Patrocínio e Itirapuã. Pai do prefeito Mauro Barcelos, Cristovão foi médico e construiu carreira política, sendo vereador e prefeito de Patrocínio. A homenagem foi proposta pelo deputado Roberto Engler (PSB).

16º vereador: A pesquisa da Acif sobre os políticos refletiu bem o sentimento da população. Discordo em relação ao vereador mais atuante. Eu votaria em Rejane Barbosa, da Udecif.

 

Edson Arantes
Jornalista
edson@comerciodafranca.com.br


COMENTÁRIOS

A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores. Por isso, os leitores e usuários desse canal encontram-se sujeitos às condições de uso do portal de internet do Portal GCN e se comprometem a respeitar o Código de Conduta On-line do GCN.

Ainda não é assinante?

Clique aqui para fazer a assinatura e liberar os comentários no site.

VER MAIS