24 de agosto de 2019

Opinião

Deísmo

Opinião 12/05/2019 -

Oportuna e pessoalmente, uma senhora que disse não nos ler perguntou-nos: O Espiritismo acredita em Deus? Respondemos que sim, e que Ele é o princípio fundamental. E mais. Que a Doutrina Espírita se assenta na ciência e na filosofia e tem a religião como resultado moral do conhecimento, inspirando-nos a crença num Supremo Criador e Senhor absoluto de tudo.

Já, na primeira questão do seu texto base, O Livro dos Espíritos, de Allan Kardec, está respondido pelos Luminares espirituais: “Deus é a Inteligência Suprema, causa primária de todas as coisas.” Onisciente e onipresente, não pode, à evidência, ser um deus antropomórfico, da forma humana, mas um Deus espírito, como nos ensinou Jesus, no formoso diálogo com a Samaritana.

Criou o Universo infinito e, no Universo, as moradas das Suas criaturas, como o planeta que habitamos, partilhando com todos a Sua criação, expressão do Seu imensurável Amor. Bem o enfatiza o Espiritismo: ‘Deus é Amor”, justamente de conformidade com que anotara João, no seu Evangelho. Registra, ainda: Suas Leis são misericordiosas, quanto sábias, justas e imutáveis, porque eternas, e cuja observância nos conduziria ao estado de felicidade, sem dores e aflições, ao contrário da prática comum entre os homens, que se fazem infelizes, porque as descumprem.

Frustram-se as tentativas de conquistar o beneplácito divino por meios persuasórios. Vazias de finalidade, portanto, são as práticas exteriores: promessas, oferendas, rituais, ausentes a justiça, o amor, a caridade.

Independentemente de crença, de religião, “a cada um segundo as suas obras”, na expressão de Jesus, nos adverte: ninguém colhe o que não semeou, mas colherá, obrigatoriamente, o que houver semeado.


Felipe Salomão
Bacharel em Ciências Sociais, diretor do Instituto de Divulgação Espírita de Franca 



COMENTÁRIOS

A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores. Por isso, os leitores e usuários desse canal encontram-se sujeitos às condições de uso do portal de internet do Portal GCN e se comprometem a respeitar o Código de Conduta On-line do GCN.

Ainda não é assinante?

Clique aqui para fazer a assinatura e liberar os comentários no site.

VER MAIS