20 de julho de 2019

Crianças

Pikachu e Tim

Tornado um ajudante de detetive, o personagem mais popular entre os pokémons oferece momentos de mistério e surpresa, no filme que entrou em cartaz.

Crianças 12/05/2019 -

Pikachu é um personagem muito popular no mundo das mídias, principalmente no Japão. Lá ele chega a ser considerado um tipo de Mickey Mouse, a criatura inventada por Walt Disney. Afinal, os dois são ratos- não é mesmo? Ratos com jeito de gente. Pikachu foi eleito o personagem mais popular da franquia Pokémon: é facilmente reconhecido por adolescentes e adultos no mundo todo.

Só para lembrar: pokémons são criaturas não -humanas, que os seres humanos capturam e treinam para lutarem um contra o outro como um esporte, diversão, entretenimento. A franquia, que tem mais de vinte anos, começou com jogos eletrônicos, mas atualmente se estende a cartas colecionáveis, série de televisão, mangás ( os quadrinhos japoneses), brinquedos e... filmes! Sim, filmes.

Entrou em cartaz um deles que mostra Pikachu envolvido num caso misterioso. A trama começa quando o detetive Harry Goodman desaparece e o seu filho Tim vai em busca do paradeiro dele. Nesse momento, o pokémon de Harry (sim, é Pikachu) entra em cena para ajudar a solucionar o mistério.

Tim e Pikachu, então, descobrem que podem se comunicar um com outro. Por outro lado, o Pokémon não é entendido por outros humanos, que só o enxergam como uma criatura fofa.

A partir daí, os dois amigos passam a percorrer Ryme City, um local onde pokémons e humanos convivem naturalmente. Durante a aventura, eles se deparam com personagens do desenho, o que torna o filme ainda mais interessante e divertido. Só uma dica: atores de carne e osso se misturam com desenhos de computação gráfica e o resultado é muito interessante.
 



COMENTÁRIOS

A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores. Por isso, os leitores e usuários desse canal encontram-se sujeitos às condições de uso do portal de internet do Portal GCN e se comprometem a respeitar o Código de Conduta On-line do GCN.

Ainda não é assinante?

Clique aqui para fazer a assinatura e liberar os comentários no site.

VER MAIS