17 de julho de 2019

Franca

Clientes acusam agência de viagens de Franca de estelionato

73 pessoas de Sertãozinho e região fecharam um pacote de viagem para Punta Cana com Michele Guimarães, proprietária da agência francana Bella Cittá.

Franca 14/05/2019 - Repórter: Lorrane Hamid
Foto de: William Borges/Comércio da Franca
Grupo foi ao 3º DP reclamar suposto golpe de agência

Um grupo de pessoas se aglomerou hoje, 14, no 3º Distrito de Polícia Civil de Franca para registrar boletim de ocorrência contra uma agência de viagens que teria vendido pacotes e não cumprido com o contrato.

73 pessoas de Sertãozinho e região fecharam um pacote de viagem para Punta Cana com Michele Guimarães, proprietária da agência francana Bella Cittá. A viagem seria hoje, com retorno no dia 21, no entanto não aconteceu.

De acordo com a sertanezina Zilda Fabrício Fávaro, o pacote incluía hotel all inclusive, aéreo e transfer e para ela foi fechado pelo valor de R$ 3,1 mil. Segundo Zilda, foram dez parcelas e faltavam apenas duas para ela terminar de pagar.

“Quando foi chegando perto da data da viagem, fomos cobrando os vouchers do hotel, do aéreo e nada. Viemos de Sertãozinho no sábado para pedir que ela marcasse os aéreos, ela falou que remarcaria para o dia 15, quando retornamos na agência ontem, ela disse que passaria para o dia 16. E quando foi hoje, ela disse que a viagem estava cancelada”, afirmou.

Frustrada, Zilda desabafou que a proprietária da agência estragou o sonho de muita gente. “Tem gente que se programou para tirar férias, tem gente que iria viajar pela primeira vez para o exterior, tem gente idosa, gente nova”.

Edna Figueiredo que ia viajar com o esposo e estava no mesmo grupo, explicou como chegaram à agência de viagens. “Alguns rapazes de Sertãozinho fizeram uma viagem com ela o ano passado, inclusive o meu filho, e foi tudo certo”.

Ela relata que na semana passada o grupo havia combinado com Michele de que ela levaria em Sertãozinho os vouchers para a viagem, o que não aconteceu.

Algumas pessoas pagantes que têm viagens marcadas para novembro com destino a Cancun compareceram ao 3º Distrito de Polícia Civil, pois também se sentiram lesadas, como é o caso da empresária Sirlei Gomes e da paraense Joyce Silvério.

O advogado da agência Bella Citá Felipe de Rezende Barillari aponta que a empresa está com grande dificuldade financeira. “Ela não pôde cumprir com os contratos, mas vai buscar uma alternativa de reembolsar e fazer alguns acordos”.

Ele ainda completa que as viagens que estão marcadas para o futuro estão nos conformes e não tem nada que as impeçam de acontecer, mas se mesmo assim as pessoas quiserem cancelar, devem procurar a agência de viagens para encontrar a melhor alternativa.

“As pessoas precisam aguardar, ter calma, paciência. Esta é uma má administração financeira, parte do dinheiro já foi repassado a CVC, são contas que não fecham, desacordos comerciais que acontecem corriqueiramente”, disse o advogado.

Segundo informações do 3º Distrito de Polícia Civil de Franca, o caso está sendo investigado como estelionato.
 



COMENTÁRIOS

A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores. Por isso, os leitores e usuários desse canal encontram-se sujeitos às condições de uso do portal de internet do Portal GCN e se comprometem a respeitar o Código de Conduta On-line do GCN.

Ainda não é assinante?

Clique aqui para fazer a assinatura e liberar os comentários no site.

VER MAIS