17 de julho de 2019

Franca

'Pode ser que eu não tenha explicado de forma correta'

Em entrevista para a revista Veja, Joana D'Arc Félix Sousa esclareceu que não teria mentido. 'Eu não menti. Pode ser que eu não tenha explicado de uma forma correta', disse.

Franca 15/05/2019 -
Joana D'Arc Felix de Souza, professora, doutora e cientista, durante homenagem na Feira do Livro em Franca

A professora e cientista francana Joana D’Arc Felix de Souza tentou explicar nesta quarta-feira, 15, sua história após denúncia do jornal “Estado de S. Paulo” sobre o diploma falso que ela apresentou de pós-doutorado na universidade de Harvard. Em entrevista para a revista Veja, Joana esclareceu que não teria mentido. “Eu não menti. Pode ser que eu não tenha explicado de uma forma correta”, disse. 

Diferente do que sempre declarou em entrevistas, agora Joana diz que não concluiu o pós-doutorado. “Não tenho um diploma de pós-doutorado [em Harvard] porque eu voltei antes. Fui lá algumas vezes, mas tive muitas orientações a distância. Quando o jornalista do Estadão veio, no segundo semestre de 2017, ele pegou várias fotos e eu tinha feito uma encenação, em que a gente apresentava vários diplomas. Depois eu vi que ele estava com uma cópia daquilo e eu falei para ele ‘aquilo lá não é válido’, e ficou por isso mesmo, lá em 2017. Também falei recentemente que aquele diploma não era verdadeiro. Ele foi feito para uma encenação”, disse.

Em um vídeo publicado no canal da Febrace (Feira Brasileira de Ciências e Engenharia), em 15 de maio de 2016, Joana afirmou para uma série intitulada Inspiradores, que era sim pós-doutorado por Harvard. “Meu nome é Joana D’Arc Felix de Souza. Sou nascida na cidade de Franca, no interior de São Paulo. Toda minha formação é na área de química. Fiz a graduação, mestrado e doutorado na Unicamp. E o pós-doutorado na universidade de Harvard, Cambridge, Boston”, disse.

Ainda sobre Harvard, em outubro de 2013, em entrevista ao “Comércio”, questionada sobre seus estudos na universidade americana, ela em nenhum momento disse que o fato não era verídico. Ainda explicou na ocasião como era sua situação no país. “Quando estava fazendo meu pós-doutorado nos Estados Unidos, não pensava em voltar para o Brasil. Mas perdi minha irmã que tinha 35 anos. Ela morreu depois de um ataque cardíaco enquanto amamentava meu sobrinho recém-nascido. Isso foi em outubro de 2002. Em 3 de dezembro, foi meu pai que também teve um ataque e morreu em casa enquanto tomava café. Imagina como foi para a minha mãe enfrentar tudo isso. Não tinha como continuar fora do Brasil. Voltei”, disse na ocasião.

14 ANOS NA FACULDADE

Na agora controversa carreira de Joana, outro ponto colocado em confronto sobre suas declarações, está a idade que ela ingressou na universidade. Em muitas entrevistas, inclusive para o “Comércio”, a professora sempre declarou que havia começado na Unicamp aos 14 anos. O que ela diz agora não ser real. Em vídeo Youtube, no canal de V4 Company, numa entrevista de 48 minutos de fevereiro de 2019, Joana declara que sim, foi matriculada com 14 anos ao passar em três universidades públicas. Joana narrou ainda sobre a dificuldade enfrentada no início de seu curso de química em Campinas, mas não disse que havia voltado para Franca. “Passei no vestibular aos 14 anos. O que aconteceu foi que eu não consegui ir, não teria condições, então cursei mais tarde. Eu fui no primeiro momento, mas depois voltei. O TED (onde fez uma palestra e falou sobre a idade), por exemplo, é uma coisa reduzida. Tem que falar em dezessete, vinte minutos. Não dá para falar em detalhes.

Na entrevista de hoje para a revista Veja, Joana assumiu que pode ter falado demais. “A gente se empolga e acaba falando demais. Mas fica a lição para nos policiarmos”.
 



COMENTÁRIOS

A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores. Por isso, os leitores e usuários desse canal encontram-se sujeitos às condições de uso do portal de internet do Portal GCN e se comprometem a respeitar o Código de Conduta On-line do GCN.

Ainda não é assinante?

Clique aqui para fazer a assinatura e liberar os comentários no site.

VER MAIS