20 de julho de 2019

Brasil e Mundo

CRIME

Policial militar mata homem após briga por poltrona no cinema

Com tiro no peito, o PM Dijavan Batista dos Santos matou o bioquímico Julio Cesar Cerveira Filho ontem no cinema de Dourados.

Brasil e Mundo 09/07/2019 - Repórter: FolhaPress
Foto de: Reprodução
Com tiro no peito, o PM Dijavan Batista dos Santos matou o bioquímico Julio Cesar Cerveira Filho ontem no cinema de Dourados

Um policial militar matou um homem dentro de um cinema nesta segunda-feira (8) em Dourados (230 km de Campo Grande) após uma discussão sobre as poltronas na qual estavam sentados.

O bioquímico Júlio Cesar Cerveira Filho foi ao cinema do shopping Avenida Center junto com a sua filha de 16 anos para assistir ao filme ao filme "Homem-Aranha: Longe de casa".

No meio da sessão, ele discutiu com o policial militar Dijavan Batista dos Santos, que estava no cinema acompanhado pelos filhos de 10 e 14 anos.

Após discutirem dentro do cinema, os dois homens começaram a trocar agressões mútuas, momento em que o policial sacou sua arma e deu dois tiros em Júlio Cesar Cerveira Filho. Ele morreu no local.

Dezenas de crianças estavam no cinema e presenciaram o crime. Após o episódio, a sala foi esvaziada e o shopping fechado.

Em nota, a Polícia Militar de Mato Grosso do Sul lamentou a morte do bioquímico e informou que instaurou inquérito policial militar para investigar o caso: "O militar encontra-se detido em flagrante e seguirá os trâmites normais da investigação como qualquer cidadão".



COMENTÁRIOS

A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores. Por isso, os leitores e usuários desse canal encontram-se sujeitos às condições de uso do portal de internet do Portal GCN e se comprometem a respeitar o Código de Conduta On-line do GCN.

Ainda não é assinante?

Clique aqui para fazer a assinatura e liberar os comentários no site.

VER MAIS