20 de agosto de 2019

Opinião

Declaração de valores recebidos em espécie a partir de R$ 30 mil

Foi disponibilizado, no portal eletrônico da Receita Federal do Brasil, o programa, e seu respectivo manual, para que os contribuintes possa

Opinião 08/08/2019 - Repórter: Bruna Gomide, especial para o GCN

Foi disponibilizado, no portal eletrônico da Receita Federal do Brasil, o programa, e seu respectivo manual, para que os contribuintes possam declarar recebimentos em espécie (dinheiro) a partir de R$ 30 mil. A obrigatoriedade, para quem recebeu em janeiro, é de que a declaração seja enviada até o final de fevereiro, informou o subsecretário de Fiscalização do órgão, Iágaro Martins.

Os valores recebidos anteriormente não precisam ser declarados, porque, conforme entendimento e presunção do Fisco, já estariam incluídos nas declarações de Imposto de Renda dos contribuintes.

A Receita Federal lembra que essa obrigação não se aplica a operações realizadas em instituições financeiras autorizadas pelo Banco Central, valendo para as demais operações realizadas – sejam com pessoas físicas ou jurídicas – que envolvam recebimento de valores com moeda em espécie.

O Contribuinte que não prestar as informações à Receita Federal estará sujeito a uma multa de 1,5% a 3% do valor da operação, respectivamente, quando omitir informações ou prestá-las de forma inexata ou incompleta.

Cada operação corresponde a uma declaração que deve ser enviada. O envio das informações sobre os recebimentos será feita por meio da Declaração de Operações Liquidadas com Moeda em Espécie (DME), disponibilizada no Centro Virtual de Atendimento ao Contribuinte (e-CAC), no serviço “apresentação da DME”.



COMENTÁRIOS

A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores. Por isso, os leitores e usuários desse canal encontram-se sujeitos às condições de uso do portal de internet do Portal GCN e se comprometem a respeitar o Código de Conduta On-line do GCN.

Ainda não é assinante?

Clique aqui para fazer a assinatura e liberar os comentários no site.

VER MAIS