22 de agosto de 2019

Esporte

INSPIRAÇÃO

Muay Thai: Francana de 14 anos se torna exemplo de superação e vem dominando Muay Thai regional

A jovem que pratica a arte desde seus 6 anos, conquistou recentemente o cinturão do Thai Fight Brasil.

Esporte 10/08/2019 - Repórter: Higor Goulart
Foto de: Dirceu Garcia/Comércio da Franca
Isadora Andrade, de 14 anos, treina com Juliano Gimenes: “Acredito que para alcançar tudo o que eu sonho o principal é a disciplina”

Quebrando paradigmas e superando dificuldades, a lutadora francana Isadora Andrade, de apenas 14 anos, vem se destacando em torneios de Muay Thai na região. A jovem que pratica a arte desde seus 6 anos, conquistou recentemente o cinturão do Thai Fight Brasil, vencendo uma lutadora 12 anos mais velha e ainda por nocaute no segundo round.

Isadora, que concilia os treinamentos com os estudos, vê essa divisão de responsabilidades como uma dificuldade, mas tenta conciliar da melhor maneira, mantendo as cinco horas de treinamento por dia. “É bem complicado conciliar tudo, eu tento manter os dois sempre em equilíbrio mesmo sendo muito corrido, mas eu prezo principalmente pela parte escolar”, disse Isadora.

Quanto a luta, Andrade teve uma adversária bem mais velha, no entanto conseguiu tirar de letra e saiu vitoriosa, conquistando o cinturão. “A idade dela me deixou preocupada sim, mas eu já estava acostumada a lutar com lutadoras mais velhas e para quem vê minha preparação e meus treinos, sabe que não é fácil estar lá, mas temos que entrar e lutar”, contou.

No entanto, a idade não foi a maior das dificuldades, já que Isa sofreu muito na semana anterior a luta, tendo que perder muito peso e não podendo se alimentar da melhor maneira, por conta da dieta e dos treinamentos, tendo, inclusive, que ser carregada pela sua equipe técnica no momento da pesagem.

“Essa parte da perda de peso foi bem complicada, porque eu cheguei a desidratar cinco quilos, então eu fiquei dois dias sem tomar água, quase 24 horas sem comer e por isso eu fiquei bem fraca, além claro dos 12 quilos que eu precisei perder para pesagem, mas antes da luta deu tempo para me hidratar bastante”, relatou.

E além do sofrimento descrito na preparação, Andrade sofreu também com a perda do pai, mas encontrou na relação com o treinador Juliano Gimenes e no apoio da mãe Daniela de Andrade, um conforto para superar essa perda e vencer a que foi a primeira luta depois do falecimento do pai.

“Eu acreditava que não voltaria a lutar depois disso, mas acabou que isso me fortaleceu para entrar lá no ring e lutar”, disse Isa.

“A Isa é uma guerreira, a mãe dela chorou muito antes, durante e depois da luta. Muita gente torce por ela e para mim é gratificante fazer parte do sonho dessa garota”, relatou Juliano, que treina Isadora há nove anos.

Agora Isa aguarda uma nova adversária para poder defender seu cinturão e sonha em construir uma carreira vitoriosa, cogitando um dia participar de outras modalidades e quem sabe se aventurar no MMA.

“Já comecei alguns treinos de jiu jitsu com o Juliano e pretendo lutar muito ainda, tanto no MMA e quem sabe um dia no UFC. No entanto, eu acredito que para alcançar tudo que eu sonho o principal é a disciplina, tanto com dieta, quanto com os treinamentos e sempre ter em mente que o que eu faço é por amor”, finalizou. 



COMENTÁRIOS

A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores. Por isso, os leitores e usuários desse canal encontram-se sujeitos às condições de uso do portal de internet do Portal GCN e se comprometem a respeitar o Código de Conduta On-line do GCN.

Ainda não é assinante?

Clique aqui para fazer a assinatura e liberar os comentários no site.

VER MAIS