21 de fevereiro de 2020

Opinião

Deus ama a todos

A grande prova desse amor é o perdão que Deus oferece hoje na sua Palavra. Veja que maravilha:

Opinião 15/09/2019 -
A grande prova desse amor é o perdão que Deus oferece hoje na sua Palavra. Veja que maravilha:

Primeira leitura: Êxodo 32: Os povos do antigo Oriente eram agricultores e criadores de gado. Sua religião incluía cerimônias nas quais predominava a figura do touro. Eles acreditavam que, celebrando ritos mágicos com este animal, símbolo da força e da fecundidade, as colheitas iriam ser abundantes e os rebanhos iriam se multiplicar.

Nós também, como os israelitas, fazemos praticamente a mesma coisa. Ao ouvirmos a palavra de Deus, sentimo-nos impelidos a segui-la com entusiasmo. Mas, poucos dias ou talvez poucas horas depois, tudo volta a ser como antes.

A primeira parte da leitura de hoje nos fala da indignação de Deus diante desta infidelidade.

A segunda parte da leitura (vv. 11-13) nos apresenta a oração de Moisés.

Moisés, meigo, fala com doçura, e Deus, encolerizado, precisa ser acalmado.

 

Segunda Leitura: 1ª Carta a Timóteo 1: Temos alguma prova que nos permita afirmar que Deus não condena ninguém? Com certeza! Na passagem da primeira Carta a Timóteo, que hoje nos é proposta, Paulo nos apresenta uma, indiscutível. Paulo afirma que Deus se serviu dele como exemplo para mostrar como é grande a sua magnanimidade. Se alguém como ele, inimigo da fé, o primeiro entre os pecadores, conseguiu misericórdia, poderá alguém ter ainda medo de que Deus o trate com severidade?

Evangelho: Lucas 15: No Evangelho deste domingo nos são proposta as chamada parábolas da misericórdia: “A ovelha desgarrada e a moeda perdida”.

O objetivo de Jesus não é o de converter os pecadores.

O que Ele quer que todos entendam é que começou uma festa e é esta festa, preparada para as pessoas indignas, que revolta os “justos”. A atitude de Jesus, que dá acolhida aos pecadores e come com eles, revela uma face de Deus que os fariseus não podem aceitar: é escandalosa.

Em comparação com a parábola da ovelha, aparece, nesta, um elemento novo: a descrição muito viva da preocupação da mulher e do seu esforço para localizar a moeda, acende a lanterna, varre a casa e procura com toda a diligência. É a imagem de Deus que não se resigna a perder uma só das suas criaturas (o número dez indica a comunidade inteira) e que não senta à mesa do banquete eterno, senão depois que o último dos seus filhos tenha entrado em casa.


 

Monsenhor José Geraldo Segantin
Pároco da Igreja de Santo Antônio e vigário geral da Diocese -segantin@comerciodafranca.com.br 


COMENTÁRIOS

A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores. Por isso, os leitores e usuários desse canal encontram-se sujeitos às condições de uso do portal de internet do Portal GCN e se comprometem a respeitar o Código de Conduta On-line do GCN.

Ainda não é assinante?

Clique aqui para fazer a assinatura e liberar os comentários no site.

Veja mais José Geraldo Segantin

CLIMA EM FRANCA

25°
20°

MAIS LIDAS

COLUNISTAS

ECONOMIA Atualizado 1 hora atrás

  • Dólar Comercial:
    Data:
  • Dólar Turismo:
    Data:
  • Euro:
    Data:

LOTERIAS Atualizado 1 hora atrás

  • Mega-Sena:
    Sorteio: Data:
  • Quina:
    Sorteio: Data: