05 de agosto de 2020

Opinião

Gugu e a Nova Previdência

Recentemente, o Brasil perdeu um dos grandes apresentadores de televisão – Antônio Augusto Moraes Liberato (mais conhecido como Gugu).

Opinião 30/11/2019 -

Recentemente, o Brasil perdeu um dos grandes apresentadores de televisão – Antônio Augusto Moraes Liberato (mais conhecido como Gugu). Nos últimos dias, toda a imprensa falou sobre a trágica morte do artista. Gugu contava com 60 anos de idade e, ao tentar fazer manutenção de equipamento doméstico, sofreu queda, que foi fatal.

Geriatras advertem que a partir de determinada idade, a habilidade e os reflexos já não são mais os mesmos. Dizem que quem está com 60 anos de idade, até consegue fazer o serviço de quem tem 30 ou 40 anos, por exemplo. Só que precisa refletir na execução, pois o corpo, infelizmente, na maioria das vezes, já não acompanha a velocidade do pensamento. Estatísticas revelam o grande número de acidentes em que os idosos acabam se envolvendo (desde simples quedas, com hematomas e/ou fraturas, como até mesmo o óbito). Nesse ínterim, Gugu poderia ter sido vítima de tal situação.

De outra sorte, a Reforma da Previdência poderá contribuir, ainda mais, para que estes números aumentem. Como se sabe, a classe mais pobre, quase sempre, começa a trabalhar cada vez mais cedo. E, agora, se aposentará bem mais tarde.

A aposentadoria por tempo de contribuição não existe mais (a não ser, excepcionalmente, como regra de transição). Será necessária uma idade mínima para se aposentar – 65 anos (homens) e 62 anos (mulheres). Se o cidadão começar a trabalhar ininterruptamente a partir dos 16 anos, por exemplo, só depois de quase 50 anos de serviço poderá se aposentar.

Como estará sua saúde até lá? E seus reflexos? Conseguirá chegar ileso até lá, principalmente dependendo do tipo de atividade que possui?

Certamente, benefícios por incapacidade passarão a ser buscados com mais frequência. Isso, sem falar dos casos de pensão por morte. Aliás, será que o idoso encontrará oportunidade para trabalhar até os 62 ou 65 anos de idade?

Teremos idosos desempregados e sem possibilidade de se aposentar. Via de consequência, doenças psiquiátricas (como depressão, por exemplo) poderão surgir. Isso sem falar em um possível aumento de suicídios, desencadeados por isso. Que economia é essa que será gerada pelo INSS? É isso que queremos para o futuro?


Tiago Faggioni Bachur
Advogado e Professor de Direito



COMENTÁRIOS

A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores. Por isso, os leitores e usuários desse canal encontram-se sujeitos às condições de uso do portal de internet do Portal GCN e se comprometem a respeitar o Código de Conduta On-line do GCN.

Ainda não é assinante?

Clique aqui para fazer a assinatura e liberar os comentários no site.

Veja mais Artigos

CLIMA EM FRANCA

24°
11°

MAIS LIDAS

COLUNISTAS

ECONOMIA Atualizado 1 hora atrás

  • Dólar Comercial:
    Data:
  • Dólar Turismo:
    Data:
  • Euro:
    Data:

LOTERIAS Atualizado 1 hora atrás

  • Mega-Sena: 2285
    Sorteio: 01, 07, 10, 12, 33, 42 Data: 01/08/2020
  • Quina: 5331
    Sorteio: 34, 49, 59, 70, 74 Data: 04/08/2020