09 de agosto de 2020

Região

REGRAS

Rifaina barra som e até 'champanhe' na festa de Réveillon

Prefeitura divulgou decreto assinado pelo prefeito Hugo Lourenço com regras para quem for passar a virada de ano na cidade

Região 10/12/2019 - Carolina Ribeiro
Foto de: Arquivo/Comércio da Franca
Imagem de arquivo de turistas em Rifaina
A Prefeitura de Rifaina divulgou as regras que devem ser seguidas por quem optar passar o Réveillon na beira da praia na cidade e som e garrafas de vidro, incluindo a tradicional 'champanhe', estão entre os itens barrados para a festa neste ano. A medida já foi adotada em anos anteriores. 

Neste ano o tradicional Réveillon em Rifaina contará com queima de fogos à beira da represa de Jaguara. Está proibida a venda e o uso de garrafas e copos de vidro durante a festa, conforme decreto publicado pelo prefeito Hugo César Lourenço. A regra vale para todos os tipos de bebidas, inclusive os espumantes, assim como também vale para copos. Quem descumprir a determinação, no caso dos comerciantes, corre o risco de ter o alvará e a licença de funcionamento cassados.

O decreto proíbe ainda a montagem de sons que não sejam o próprio convencional utilizado no bar. Também está vedado o uso de churrasqueiras em calçadas em toda a orla da praia e o uso de equipamentos sonoros pelos turistas dentro dos limites estabelecidos pelo decreto.

O decreto, assinado no início deste mês, será válido para os dias 31 de dezembro e 1º de janeiro e se restringirá aos comerciantes, turistas e moradores das ruas Josué de Paula, Máxima Conceição Guimarães, Avenida Calixto Jorge, Nove de Julho, Praça 24 de dezembro e Visconde de Ouro Preto, e adjacências até o limite dos logradouros públicos denominados ruas Visconde de Ouro Preto e Nove de Julho com as ruas Coronel Pereira Cassiano, Barão de Rifaina, Tiradentes, Marechal Deodoro, José Francisco da Silveira, Rui Barbosa e Izaltina da Costa Salomão. 



COMENTÁRIOS

A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores. Por isso, os leitores e usuários desse canal encontram-se sujeitos às condições de uso do portal de internet do Portal GCN e se comprometem a respeitar o Código de Conduta On-line do GCN.

Ainda não é assinante?

Clique aqui para fazer a assinatura e liberar os comentários no site.

  • Celso Oliveira
    10/12/2019 3 Curtiram
    Simples, ninguém vá pra lá nem no ano novo nem nos outros dias! Pelo que sei a orla da prainha artificial é pública, desde que cada um recolha o lixo produzido que é uma questão de educação, bons modos e zelo pelo meio ambiente, tranqüilo! Agora proibir as pessoas de curtir sua noite de fim de ano isso já é demais eu e nem ia pra lá, vou agora é levar uma galera comigo, quero ver quem vai me tirar o direito de ir e vir.
  • AMARILDO DA SILVA MENDES
    11/12/2019 2 Curtiram
    o povo tinha que ter vergonha e para de ir para um lugar que não gosta de turista,de um tempo para cá Rifaina virou terra de aposentado ,ta perdendo moradores porque os mais novos ninguém fica lá ,não tem emprego,tem que estudar fora,nao tem diversão fazer o que na cidade,e mais só ganha numeros de eleitores cade a fiscalização e fazer um senso na cidade
  • Euripedes
    29/12/2019
    Cidadezinha que gosta de meter multa em carro de turistas, local que deveria ser de distração, meu irmão distraido atras de outro condutor fez conversão no mesmo sentido e levou multa. Eu fui na cidade e recebi uma multa não sei como, fui perceber a multa em meu carro 4 anos depois, nem sei como. Em Rifaina não é um bom lugar para turista ir distrair a cabeça não, é ir e receber uma multa de brinde.
Veja mais Notícias

CLIMA EM FRANCA

26°
15°

MAIS LIDAS

COLUNISTAS

ECONOMIA Atualizado 1 hora atrás

  • Dólar Comercial:
    Data:
  • Dólar Turismo:
    Data:
  • Euro:
    Data:

LOTERIAS Atualizado 1 hora atrás

  • Mega-Sena: 2287
    Sorteio: 02, 04, 06, 29, 41, 56 Data: 08/08/2020
  • Quina: 5335
    Sorteio: 13, 15, 45, 54, 58 Data: 08/08/2020