17 de janeiro de 2020

Nossas Letras

A bicicleta

Uma manhã ainda bem cedo apareceu no meu escritório um rapazinho de seus quinze anos, alto, magrinho, olhos assustados

Nossas Letras 11/01/2020 - Repórter: Thereza Rici
Foto de:
Uma manhã ainda bem cedo apareceu no meu escritório um rapazinho de seus quinze anos, alto, magrinho, olhos assustados, dizendo que o Seu Joaquim precisava falar comigo.

- Porque ele mesmo não veio?

- Ele não pôde vir.

- Mas, por quê?

- Ele tá preso, lá na cadeia de Restinga.

- Preso? Mas o que fez o Seu Joaquim?

- Não sei não, dona, ele quer que a senhora vá lá.

Cheguei na Delegacia, lá estava meu amigo fechado numa cela pequenininha.

- O que aconteceu, Seu Joaquim?

- Ontem, cheguei da roça, depois da janta, fui lá no buteco do Neco. A gente tira uns dedo de prosa, bebe uma pinguinha, vai ficando ali até dá a hora de drumi. Mas ontem quando fui saindo pra ir pra casa, o Neco disse:

- Seu Joaquim, você tá esquecendo sua bicicleta.

- Não, seu Neco, eu não trouxe ela, hoje não!

- Como é que não trouxe, homem, oia ela aí, encostada na calçada!

- Oei, a bicha tava lá, encostadinha na calçada.

- Tavendo seu Joaquim, essa é a sua, preta e vermelha.

- Eu fiquei pensativo, pois não lembrava de tê pegado a bicicleta depois da janta. Mas aquela ali era iguarzinha a minha e como eu já tava meio zonzo de sono e cansaço, peguei a danada e subi pra casa.

- A gente se despediu na esquina e eu fui pra casa drumi, já tava drumindo algum tempo, quando ouvi um batidão na porta e alguém gritando.

- Abre essa porta, Joaquim, senão eu arrebento ela.

- Espera, por favor! Vou vesti uma roupa.

- Com a polícia não tem espera, vem já, seu ladrão.

- Corri pra porta ainda vestindo a calça. Quando abri, dei de cara com a polícia acompanhado do seu Gerardo, um morador da cidade. Aí, a polícia foi entrando e dizendo em voz alta:

- Entrega a bicicleta que você furtou do moço aqui, seu desavergonhado!

- Não robei bicicleta nenhuma, não senhor!

- Roubou sim e vai tratando de entregar o biciclo.

- Mas eu não robei bicicleta nenhuma, a que eu trouxe lá da venda é a minha. Seu Neco viu que é a minha, pergunta pra ele.

- Larga de conversa, seu malandro, onde você escondeu a bicicleta do Seu Geraldo?

- A minha bicicleta tá guardada lá no quartinho.

- Quando a polícia abriu a porta do quartinho, não acreditei. Juntinho com a minha, tava lá a bicicleta do seu Gerardo. Mas juro que eu não roubei a bicicleta, eu trouxe ela enganado, foi a canseira e o sono, que bagunçou minha cabeça. Aí na confusão a polícia foi dizendo:

- Tinha certeza que você estava com a bicicleta, agora vai ficar preso pra deixar de ser vagabundo, negro à toa.

- E aqui tou eu preso, sem podê trabaiá, perdeno dia de serviço e com a cara cheia de vergonha, eu não sou ladrão, sou trabalhadô, nunca fiz mal a ninguém, tem dó de mim, me tira daqui.

Providenciei sua liberdade.

Passado alguns dias o Seu Joaquim apareceu.

- Oh! Seu Joaquim, como vai?

- Ah!.. apesar da vergonha que passei, tou mais animado. Vim pra vê se eu posso ficá sossegado, pois tô com medo da polícia ficá me perseguindo.

- Que nada, Seu Joaquim. Todos lá na cidade e até a polícia sabem que o senhor é gente boa, honesta, aquilo foi um engano e a polícia sabia disso. Mas já passou.

Com um largo sorriso, foi embora feliz.


                                                                                                                     



COMENTÁRIOS

A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores. Por isso, os leitores e usuários desse canal encontram-se sujeitos às condições de uso do portal de internet do Portal GCN e se comprometem a respeitar o Código de Conduta On-line do GCN.

Ainda não é assinante?

Clique aqui para fazer a assinatura e liberar os comentários no site.

Veja mais Textos

CLIMA EM FRANCA

25°
17°

MAIS LIDAS

COLUNISTAS

ECONOMIA Atualizado 1 hora atrás

  • Dólar Comercial:
    Data:
  • Dólar Turismo:
    Data:
  • Euro:
    Data:

LOTERIAS Atualizado 1 hora atrás

  • Mega-Sena:
    Sorteio: Data:
  • Quina:
    Sorteio: Data: