21 de setembro de 2020

Franca

PERIGO

Violento, trânsito de Franca matou uma pessoa a cada três dias este ano

Em menos de 20 dias de janeiro, cinco pessoas perderam a vida nas ruas de Franca. Para os motociclistas, o risco é assustador.

Franca 19/01/2020

Reprodução
As imagens chocantes do atropelamento de Maria do Carmo Couto, 69, e da neta, na Avenida Brasil. Apesar da violência do impacto, o quadro dela é estável
O ano mal começou e Franca já registrou cinco mortes em apenas quinze dias, sendo que quadro foram com motociclistas - uma, com ciclista. O número registrado, em menos de vinte dias, já transforma este mês de janeiro no segundo mais violento dos últimos seis anos, ficando atrás somente de 2018, quando em 31 dias o trânsito francano registrou seis mortes.

Os números aumentaram nesta quarta-feira, 15, quando dois graves acidentes acabaram com a vida de duas pessoas, em uma diferença de pouco mais de seis horas. O primeiro acidente aconteceu por volta das 6h30. Sebastiana da Fonseca Oliveira, 52, seguia em sua motocicleta CG-Titan para o trabalho quando foi atropelada por um caminhão com placas de São Paulo. Segundo o motorista do caminhão, ele seguia pela avenida quando teria dado sinal para entrar no retorno que dá acesso ao Franca Shopping. A motociclista não teria percebido a presença do caminhão e acabou batendo na lateral do veículo. Com a queda, Sebastiana caiu e o caminhão acabou passando sobre ela. A doméstica morreu na hora.

O segundo acidente fatal aconteceu por volta das 13h30 do mesmo dia, quando o catador de recicláveis Laércio Expedito Manoel Gomes, 63, estava em uma bicicleta descendo em alta velocidade pela Rua Líbia Vilela Junqueira, no Jardim Paulistano, quando cruzou a Avenida Primo Meneghetti e foi atingido por um veículo que seguia pela via. Com o impacto, o idoso sofreu ferimentos graves e foi socorrido por uma equipe do Samu, mas morreu a caminho do hospital. O local do acidente era próximo à residência do senhor Laércio.

O alto número de acidente assusta e as principais vítimas mantém as estatísticas que provam o risco que é transitar de moto pelas ruas de Franca. As outras três mortes em 2020, foram todas envolvendo motociclistas.

Apesar de causarem tantas fatalidades, as motos não são maioria nas ruas. Hoje, são apenas 25,6% do total da frota francana (269.996), segundo dados da Polícia Militar.


Acidente que terminou com a morte de Sebastiana da Fonseca Oliveira, na manhã de quarta-feira

Imagens de atropelamento chocam a cidade

A quarta-feira, 15, por pouco não registrou mais uma morte. Quase simultaneamente ao acidente da Av. Primo Meneghetti, outro grave acidente acontecia na Av. Brasil, também no bairro Paulistano. Maria do Carmo Couto, 69, e sua neta de aproximadamente 8 anos, foram atropeladas quando tentavam atravessar a avenida. “Eu estava descendo e elas entraram na frente. Tentei frear, mas não deu tempo”, afirmou a autônoma de 50 anos, que dirigia o carro que atropelou Maria do Carmo.

Com o impacto, a avó foi arremessada para o alto e caiu sobre o carro e depois no asfalto. A criança sofreu ferimentos leves. A idosa foi socorrida e continua internada na Santa Casa em estado estável. 

  



COMENTÁRIOS

A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores. Por isso, os leitores e usuários desse canal encontram-se sujeitos às condições de uso do portal de internet do Portal GCN e se comprometem a respeitar o Código de Conduta On-line do GCN.

Ainda não é assinante?

Clique aqui para fazer a assinatura e liberar os comentários no site.

Veja mais Polícia

CLIMA EM FRANCA

32°
18°

MAIS LIDAS

COLUNISTAS

ECONOMIA Atualizado 1 hora atrás

  • Dólar Comercial:
    Data:
  • Dólar Turismo:
    Data:
  • Euro:
    Data:

LOTERIAS Atualizado 1 hora atrás

  • Mega-Sena: 2301
    Sorteio: 17, 18, 35, 36, 47, 52 Data: 19/09/2020
  • Quina: 5370
    Sorteio: 07, 10, 29, 41, 68 Data: 19/09/2020