02 de abril de 2020

Franca

DECRETO

Decreto proíbe fábricas e feiras livres; alguns comércios poderão funcionar com portas fechadas

O prefeito Gilson de Souza (DEM) estabelece uma série de adequações e alterações no decreto anterior

Franca 24/03/2020 - Repórter: da Redação
Foto de: Redação
Decreto proíbe fábricas e feiras livres; alguns comércios poderão funcionar com portas fechadas
O decreto dessa segunda-feira, 23, do prefeito Gilson de Souza (DEM), que estabelece uma série de adequações e alterações no decreto que coloca Franca em situação de emergência por causa do Covid-19, da última quinta-feira, 19, proíbe a realização de férias livres na cidade, mantém as fábricas de sapatos fechadas até o dia 7 de abril e libera parte do comércio da funcionar, desde que com portas fechadas, sem atendimento presencial.
 
O decreto também disciplina o funcionamento de oficinas, borracharias, salões de beleza, entre outros estabelecimentos do setor de serviços, da indústria, da construção civil e da própria Prefeitura.
 
Veja abaixo o que diz o decreto:
 
Prefeitura de Franca
Chefias deverão conceder aos servidores férias acumuladas ou antecipadas as férias, nos termos previstos na Medida Provisória 927/2020, publicidade pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido), no último domingo, exceto nos casos das Secretarias envolvidas no combate do coronavírus e desde que não haja prejuízos para os serviços da unidade.
 
Ainda segundo a MP, antes de afastar ou libera o servidor do trabalho, as chefias deverão conceder férias, compensação de banco de horas ou antecipação dos feriados.
 
Também estão proibidas viagens de servidores em serviço para fora do município, exceto casos permitidos pelo Comitê de Enfrentamento do Novo Coronavírus - Covid-19.
 
O atendimento presencial nas repartições da Prefeitura deverá ser mantido somente para os serviços que essencialmente exijam este tipo de atendimento, mas mediante agendamento prévio, exceto nas áreas de saúde, segurança urbana e assistência social.
 
Feiras livres
Fica suspensa a realização de todas as feiras livres promovidas no Município de Franca, inclusive de alimentos. A proibição se estenderá pelo prazo em que vigorar a situação de emergência. As demais regras abaixo têm duração inicial até o dia 7 de abril.
 
Apae
Ficam suspensos os serviços de assistência social, saúde e de educação da Apae (Associação dos Pais e Amigos dos Excepcionais), exceto as urgências médicas.
 
Lojas, igrejas e academias
Fica suspenso o funcionamento de mercados populares urbanos, teatros, cinemas, casas noturnas, estabelecimentos comerciais, shopping centers, galerias, academias e centros de ginástica ou atividades esportivas, templos religiosos, salão de festas, buffets, clubes, entidades de classe e indústrias. Estão liberadas as atividades administrativas internas desses estabelecimentos e o atendimento ao público externo pelo sistema de e-commerce, delivery e drive-thru.
 
Farmácias e afins
Está liberado o funcionamento de farmácias, drogarias, funerárias, comércios e distribuidores e indústrias de insumos hospitalares, farmacêuticos ou artigos relacionados.
 
Consultórios e salões de beleza
Podem funcionar consultórios médicos, odontológicos, fisioterapêuticos, lavanderias, serviços de limpeza, manicures, pedicures, cabelereiros, serviços de prevenção, controle e erradicação de pragas dos vegetais e de doença, desde que com portas fechadas para o atendimento ao público, o qual poderá ser feito única e exclusivamente com agendamento prévio via telefone ou comunicação eletrônica de modo evitar a aglomeração de pessoas. 
 
Supermercados e afins
Está liberado o funcionamento de supermercados e congêneres, padarias, casas de carnes, lojas de conveniência, distribuidores e indústrias de gêneros alimentícios, desde que possuam em seu mix de artigos a venda/produção pelo menos 70% de produtos ou artigos relacionados a alimentos, ressaltando que fica proibido o consumo de alimentos no interior de referidos estabelecimentos de modo evitar a aglomeração de pessoas.
 
Restaurantes e bares
Restaurantes, lanchonetes, sorveterias, bares e congêneres, desde que com portas fechadas para o atendimento presencial, sendo permitido única e exclusivamente o atendimento pelo sistema de e-commerce, delivery e drive-thru.
 
Abastecimento, transporte e hospedagem
Podem funcionar hotéis, motéis, postos de combustíveis, revendas de gás, transportadoras, serviços de transporte por motoboy, mototáxi, táxi e transporte por aplicativos.
 
Lava-jatos
Estabelecimentos relacionados à manutenção e higienização de veículos podem funcionar desde que com portas fechadas para o atendimento ao público, o qual poderá ser feito única e exclusivamente com agendamento prévio via telefone ou comunicação eletrônica.
 
Casas agropecuárias e petshops
Pet shops, veterinários, casas de ração animal e insumos agrícolas e pecuários, lojas, distribuidores e indústrias de insumos agrícolas, pecuários e de maquinários agropecuários podem trabalhar desde que com portas fechadas para o atendimento ao público, o qual poderá ser feito única e exclusivamente com agendamento prévio via telefone ou comunicação eletrônica, de modo evitar a aglomeração de pessoas.
 
Serviços de segurança 
Serviços de segurança privada, alarmes e monitoramento de imóveis e transporte de valores também podem funcionar desde que com portas fechadas para o atendimento ao público, o qual poderá ser feito única e exclusivamente com agendamento prévio via telefone ou comunicação eletrônica, de modo a evitar a aglomeração de pessoas.
 
Tecnologia e comunicação
Podem funcionar operadoras de telefonia, internet, TVs, rádios e outros veículos de comunicação, desenvolvimento e manutenção de sistemas de informática e softwares desde que com portas fechadas para o atendimento ao público, o qual poderá ser feito única e exclusivamente com agendamento prévio via telefone ou comunicação eletrônica de modo evitar a aglomeração de pessoas.
 
Escritórios e call centers
Escritórios de contabilidade, advocacia, telemarketing, call center, engenharia, arquitetura e imobiliárias podem trabalhar desde que com portas fechadas para o atendimento ao público, o qual poderá ser feito única e exclusivamente com agendamento prévio via telefone ou comunicação eletrônica.
 
Curtumes
Fica permitido única e exclusivamente o funcionamento até o setor caleiro.
 
Construção Civil
Fica permitida o funcionamento de obras com até 10 funcionários no local da obra. Marmorarias, carpintarias e serralherias podem funcionar desde que com portas fechadas para o atendimento ao público, o qual poderá ser feito única e exclusivamente com agendamento prévio via telefone ou comunicação eletrônica de modo evitar a aglomeração de pessoas.
 
Indústrias químicas e de cosméticos 
Podem funcionar para fabricação de álcool gel e demais produtos para higienização em geral desde que com portas fechadas para o atendimento ao público, o qual poderá ser feito única e exclusivamente com agendamento prévio via telefone ou comunicação eletrônica de modo evitar a aglomeração de pessoas.
 
Fábricas de insumos e embalagens
Fabricantes de insumos e embalagens para produtos e equipamentos relacionados a alimentos, saúde, higiene e agropecuários podem funcionar desde que com portas fechadas para o atendimento ao público, o qual poderá ser feito única e exclusivamente com agendamento prévio via telefone ou comunicação eletrônica de modo evitar a aglomeração de pessoas.
 
Bancos e lotéricas
Os bancos, loterias e correspondentes bancários deverão organizar as filas de atendimento respeitando todas as medidas de combate ao coronavírus.
 
Regras para funcionamento
Os estabelecimentos com autorização para funcionamento deverão adotar todas as medidas profiláticas para o combate do Novo Coronavírus – Covid 19 nos termos definidos pelas autoridades de saúde e sanitária, especialmente quanto à higienização de pessoal e mobiliário, bem como distância mínima de 2 metros entre uma pessoa e outra.
 
Estão dispensados de observar os 2 metros de distância mínima entre as pessoas, é claro, os serviços de táxi, mototáxi e transporte por aplicativos. O transporte coletivo de passageiros, conforme o decreto da semana passada, deve limitar o número de usuários no interior dos ônibus ao máximo de 50% de sua capacidade.
Os estabelecimentos que contenham mais de dez empregados deverão apresentar plano de trabalho aprovado por médico do trabalho devidamente credenciado e priorizar o atendimento pelos sistemas de telefonia, e-commerce, delivery e drive-thru.


COMENTÁRIOS

A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores. Por isso, os leitores e usuários desse canal encontram-se sujeitos às condições de uso do portal de internet do Portal GCN e se comprometem a respeitar o Código de Conduta On-line do GCN.

Ainda não é assinante?

Clique aqui para fazer a assinatura e liberar os comentários no site.

  • Tiago
    24/03/2020 3 Curtiram
    Quanta baboseira. Nada funciona por muito tempo assim. Libera logo todo mundo para trabalhar normalmente.
  • Carlos
    24/03/2020
    PRÉDIO \'ESQUELETO\' DO JARDIM LIMA Se a China constrói hospital gigantesco em 10 dia, será que os francanos nõa conseguem fazer o acabamento e adaptação do prédio que já está pronto para atender a falta de leitos para os infectados pelo corona vírus que precisarão ficar de quarentena ?. Sistema SUS vai entrar em colapso em abril segundo ministro da saúde Mandetta, falta leitos, faltam UTIs., respiradouros. Estão transformando até estádios de futebol em hospitais para abrigar os infectados, de quarentena. Gilson decretou estado de emergência, Mas Duarte Nogueira R.P. já foi além e decretou estado de calamidade. Bolsonaro está disponibilizando 88 bilhões hoje 24.04.20 para socorrer estados e cidades. CF Art. 196. A saúde é direito de todos e dever do Estado, garantido mediante políticas sociais e econômicas que visem à redução do risco de doença e de outros agravos e ao acesso universal e igualitário às ações e serviços para sua promoção, proteção e recuperação. Arrazoe quem quiser, articule quem souber.....não existe desculpas agora, mas obrigações.... PRÉDIO \'ESQUELETO\' DO JARDIM LIMA Se a China constrói hospital gigantesco em 10 dia, será que os francanos nõa conseguem fazer o acabamento e adaptação do prédio que já está pronto para atender a falta de leitos para os infectados pelo corona vírus que precisarão ficar de quarentena ?. Sistema SUS vai entrar em colapso em abril segundo ministro da saúde Mandetta, falta leitos, faltam UTIs., respiradouros. Estão transformando até estádios de futebol em hospitais para abrigar os infectados, de quarentena. Gilson decretou estado de emergência, Mas Duarte Nogueira R.P. já foi além e decretou estado de calamidade. Bolsonaro está disponibilizando 88 bilhões hoje 24.04.20 para socorrer estados e cidades. CF Art. 196. A saúde é direito de todos e dever do Estado, garantido mediante políticas sociais e econômicas que visem à redução do risco de doença e de outros agravos e ao acesso universal e igualitário às ações e serviços para sua promoção, proteção e recuperação. Arrazoe quem quiser, articule quem souber.....não existe desculpas agora, mas obrigações....
  • Francisco de Assis Domiciano
    24/03/2020 3 Curtiram
    Política tucana
  • Tiago
    24/03/2020 3 Curtiram
    Que estupidez ! proibir as pessoas de trabalhar. Isso vai dar merd...
  • Wilton
    24/03/2020
    Sugiro atentar para Deliberação 2, de 23-3-2020, do Comitê Administrativo Extraordinário Covid-19, de que trata o art. 3° do Dec. 64.864-2020. II - o Comitê esclarece ainda que, além daquelas citadas no Decreto 64.864/2020 (art. 2º, § 1º), as seguintes atividades essenciais não estão abrangidas pela medida de quarentena: a) construção civil e estabelecimentos industriais, na medida em que não abranjam atendimento presencial ao público; (...) IV – a decretação de quarentena levada a efeito pelo Decreto nº 64.881, de 22 de março de 2020, na medida em que objetivou conferir tratamento uniforme a restrições direcionadas ao setor privado estadual, prevalece sobre normas em sentido contrário eventualmente editadas por Municípios. O município precisa rever o decreto Municipal, pois contrário ao Estadual e que tem prevalência.
  • Sidnei
    24/03/2020
    E como fica as indústrias de fábricacão de solados de borracha e indústria de compostos de borracha para área de pneus remold de Franca? Estas empresas tem um distânciamento grande entre operador .
  • Márcia
    25/03/2020
    Palhaçada esse decreto... ou é quarentena para todos ou não é, se está fazendo isso para prevenção não vai adiantar nada, de portas fechadas muito pior várias pessoas aglomerados em um lugar só fechado e ainda recebendo outras pessoas de outras lugares e ainda o coitado do motorista entregando na cidade toda tentando contato com as pessoas.
  • Wilson Silva
    26/03/2020
    Na hora que aumentar os assaltos os roubos e começarem saquear os supermercados aí eles vão acordar pra essa tolice de fechar as fábricas de sapatos, sabendo que a maioria dos francanos dependem delas pra sobreviver, esse foi o ato mais burro desse inútil prefeito de Franca.
Veja mais Local

CLIMA EM FRANCA

30°
20°

MAIS LIDAS

COLUNISTAS

ECONOMIA Atualizado 1 hora atrás

  • Dólar Comercial:
    Data:
  • Dólar Turismo:
    Data:
  • Euro:
    Data:

LOTERIAS Atualizado 1 hora atrás

  • Mega-Sena:
    Sorteio: Data:
  • Quina:
    Sorteio: Data: